Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Carros automáticos criados contra erro humano

União Europeia impõe alcoolímetros e sistemas inteligentes de velocidade em veículos novos.
João Carlos Rodrigues 22 de Abril de 2019 às 08:42
Sistema pode ajudar a evitar multas
Carro
União Europeia
Sistema pode ajudar a evitar multas
Carro
União Europeia
Sistema pode ajudar a evitar multas
Carro
União Europeia
Para evitar o fator humano – apontado como causa de 90% dos acidentes de viação –, a União Europeia aprovou um regulamento que vai obrigar todos os construtores de automóveis, camiões e autocarros a aplicarem tecnologias de segurança, como sistemas de adaptação inteligente de velocidade e de travagem de emergência, até alcoolímetros com bloqueador, a partir de maio de 2022. No total, são sete dispositivos que, na prática, retiram a autonomia do condutor.

As novas regras visam reduzir o número de acidentes nas estradas europeias e proteger peões e ciclistas, abrindo também caminho ao desenvolvimento de veículos automatizados ou mesmo autónomos.

Estas mudanças, que resultam de um processo negocial que durava há mais de dois anos, são comparadas pelos responsáveis da União Europeia à importância que teve a imposição dos cintos de segurança – criados em 1959 pela Volvo.

"Estas tecnologias poderão ser tão importantes para salvar vidas como o cinto de segurança. Mas a real mudança só virá quando essas tecnologias forem instaladas em todos os carros como padrão e não como extra opcional em alguns veículos", defende o diretor executivo do Conselho Europeu de Segurança nos Transportes (ETSC), o italiano Antonio Avenoso.

Nenhuma das medidas está direcionada a motociclos, meio de transporte que continua a crescer e a ser responsável por muitos acidentes e que esteve na origem do aumento de mortes na estrada nos últimos dois anos em Portugal.

Limitador poderá ser desligado por opção dos condutores
Não introduzimos um limitador de velocidade, mas sim um sistema inteligente para alertar os condutores de que estão em excesso de velocidade.

Isso não só nos deixará mais seguros, como ajudará os condutores a evitar multas por excesso de velocidade", explica a relatora do Parlamento Europeu, Róza Thun, sobre o regulamento agora aprovado. De acordo com o regulamento, será possível desligar este sistema, bastando carregar num botão.

Autocarros e camiões com regras mais exigentes
As novas regras estabelecem requisitos específicos para os camiões e autocarros. Segundo a União Europeia, devem ser concebidos e construídos de modo a maximizar a visibilidade direta dos utentes da estrada vulneráveis, como peões e ciclistas, reduzindo tanto quanto possível os ângulos mortos na dianteira e nas laterais do motorista. O sistema avançado de travagem de emergência já é obrigatório nas viaturas pesadas novas.

PORMENORES
25.100 mortes
Em 2018, cerca de 25 100 pessoas perderam a vida nas estradas europeias e outras 135 mil ficaram gravemente feridas, de acordo com dados ainda preliminares publicados pela Comissão Europeia.

Carros usados
Estas alterações, que se tornam obrigatórias para carros novos a partir de maio de 2022, não serão aplicáveis a carros usados. São os fabricantes que têm de incorporar estes sistemas nas viaturas que produzem.

129 mortes
Desde o início do ano e até 15 de abril, 129 pessoas perderam a vida nas estradas portuguesas na sequência de 36 722 acidentes, segundo dados da ANSR. Outras 527 pessoas sofreram ferimentos graves.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)