Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Portugal envia militares para Moçambique para apoiar população

Objetivo é prestar apoio a civis e realizar operações de resgate utilizando as vias fluviais.
Sérgio A. Vitorino 20 de Março de 2019 às 16:23
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai
Imagens mostram dimensão da tragédia provocada pelo ciclone Idai

Um avião de transporte C130 da Força Aérea Portuguesa está pronto para partir, a partir das 18h00 desta quarta-feira, para Moçambique, levando a bordo pelo menos 25 Fuzileiros da Marinha (parte da componente naval da Força de Reação Imediata portuguesa) e diversos botes.

O objetivo é prestar apoio a civis e realizar operações de resgate utilizando as vias fluviais. A bordo da aeronave seguirá ainda uma equipa médica e de comunicações satélite do Exército, apurou o CM junto de fontes da Defesa.

O C130 deverá partir ao final da noite/início da madrugada e leva duas tripulações, de forma a permitir uma ida e regresso mais rápida. O comandante da Força de Reação Imediata, coronel paraquedista Carlos Sobreira, é um dos militares que vai na missão de ajuda à população civil.

Moçambique foi assolado no fim de semana pelo ciclone Idai, que provocou naquele país, sobretudo a Beira, pelo menos 268 mortos.

Segundo o governo moçambicano há 350 mil pessoas à espera de resgate. A ONU estima em 1,12 milhões o número de pessoas afetadas.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros disse que, para já, não há portugueses entre as vítimas mortais.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)