Sub-categorias

Notícia

Condenado a 21 anos por matar idosa e congelar o corpo

Vítima, de 80 anos, apanhava uma galinha quando foi atacada com lenço e fita-cola, em Estarreja.
Por Nelson Rodrigues|14.07.18
João Paulo Dias, de 45 anos, abordou a idosa, de 80, sob o pretexto de lhe comprar uma galinha, a 26 de maio do ano passado, em Salreu, Estarreja. Mal a mulher se baixou para apanhar uma ave, o arguido colocou-lhe um lenço com fita-cola na boca, agrediu-a, violou-a e asfixiou-a até à morte. O cadáver foi colocado, já no dia seguinte, numa arca frigorífica. Seria descoberto três dias depois, ainda amordaçado, e já congelado. Ontem, o arguido foi condenado, em Aveiro, a 21 anos de cadeia.

O tribunal deu como provado que o arguido agiu mediante um plano que tinha traçado para roubar a idosa. Depois de a matar, João Paulo Dias foi dormir para a cama da vítima. "Matou–a por saber que ela mal se movimentava e era uma pessoa frágil. Ficou lá a dormir porque sabia que ela não recebia visitas", disse a juíza-presidente.

João Paulo Dias, que está em prisão preventiva, foi condenado por homicídio qualificado, roubo, profanação de cadáver e violação. Tem ainda que pagar mais de 52 mil euros de indemnização à família da vítima.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!