Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Gang metralha casa com bebé

Os dois carros topo de gama estacionaram junto à vivenda no Purgatório, em Paderne, Albufeira, cerca das 00h30 de ontem. Perto de uma dezena de jovens armados dirigiu-se à porta do rés-do-chão arrendado por uma jovem de 18 anos, que ali estava com o filho de seis meses e a sogra de 60 anos.
5 de Julho de 2011 às 00:30
Dezenas de buracos de bala e marcas de chumbos mostram um invulgar poder de fogo
Dezenas de buracos de bala e marcas de chumbos mostram um invulgar poder de fogo FOTO: Miguel Veterano Júnior

Destruíram a porta a tiro e chamaram pela jovem mãe e pelo pai da criança. Abandonaram o local quando ouviram a voz da idosa, mas metralharam a fachada da casa antes de fugir. Uma das balas que atravessaram a parede de sustentação das escadas na fachada quase atingiu uma botija de gás encostada à residência.

A Polícia Judiciária está a investigar o caso e, até às 18h00 de ontem, ainda não tinha feito qualquer detenção. No ataque à vivenda terão sido usados três tipos de arma, entre as quais uma caçadeira e uma metralhadora (G3 ou Kalashnikov). A acção terá sido liderada por um jovem de 19 anos, conhecido por Fábio ‘Cigano’. O suspeito, referenciado por tráfico de droga e já procurado pela PJ e GNR, terá dito, à porta da vivenda metralhada: "Eu sou o rei. Quem manda sou eu".

Segundo fontes policiais, a jovem mãe explica a fúria de Fábio ‘Cigano’ pelo facto de há cerca de dois meses ela se ter zangado com a irmã daquele, de quem era a melhor amiga. Mas as autoridades suspeitam de um ajuste de contas por outros motivos, até porque este não foi o primeiro ataque contra a jovem e o pai da criança, que não vivem juntos.

TIROS NO CENTRO DE ALBUFEIRA

Há cerca de três semanas, o Opel Astra da jovem mãe, conduzido pelo pai da criança, foi alvejado a tiro na Baixa de Albufeira, nas imediações do posto da GNR. O atirador era Fábio ‘Cigano’, que ficou sem munições, o que permitiu a fuga do alvo. Horas depois, de madrugada, o mesmo suspeito foi visto de Kalashnikov em punho, enquanto cúmplices furtavam o carro, que ainda não foi recuperado.

Em finais de Abril, a jovem mãe foi atacada por Fábio ‘Cigano’ numa outra casa que então tinha arrendada. O agressor entrou armado mas não efectuou disparos e roubou à jovem um telemóvel e um fio de ouro. A vítima, que tem um emprego, teme pela sua segurança e pela do filho. Mudou de casa após o ataque em Abril e, ao que o CM apurou, está a agora a ponderar mudar-se outra vez.

PADERNE TIROS CASA BEBÉ GANG
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)