Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Homem assalta bombas antes de matar duas pessoas em Albergaria-a-Velha

Ameaçou funcionários e clientes da gasolineira do IC2 e fugiu com 870 € em dinheiro e tabaco.
Nelson Rodrigues 15 de Maio de 2018 às 08:20
Arguido entrou encapuzado
Arguido entrou encapuzado FOTO: Direitos Reservados
Entrou armado e encapuzado nas bombas da Cepsa do IC2, em Albergaria-a-Velha, ameaçou os dois funcionários que estavam no espaço, assim como dois clientes, e exigiu todo o dinheiro da caixa registadora. Fugiu com dinheiro e 108 maços de tabaco, tudo avaliado em 870 euros. 

Nuno ‘Gringo’, 42 anos, cometeu este crime dois dias antes de ter matado a tiro dois homens, de 19 e 24 anos - num caso relacionado com o tráfico de droga e no qual foi condenado a 24 anos e 8 meses de cadeia, pena que se encontra atualmente a cumprir.

O assalto à gasolineira ocorreu a 2 de dezembro de 2015 e foi cometido com a ajuda de um dos homens, que dois dias depois abateu com tiros de uma pistola 9 mm, junto a sua casa, em Assilhó. Após ameaçar as quatro pessoas que estavam na loja de conveniência, ‘Gringo’ obrigou um funcionário a colocar todo o dinheiro num saco preto. Exigiu ainda que uma das clientes lhe entregasse o dinheiro que tinha na sua mala.

Ao sair do posto percebeu que o comparsa tinha fugido e fez então um carjacking a um homem que tinha acabado de abastecer. Fugiu em direção a Águeda. O carro foi abandonado em São João de Loure.

Este violento roubo está agora a ser julgado no tribunal de Aveiro.

O processo tem acórdão marcado para esta quarta-feira. ‘Gringo’ arrisca uma nova pena de prisão, desta vez por quatro crimes de roubo agravado - um deles na forma tentada -, detenção de arma proibida e condução sem carta.
crime lei e justiça São João de Loure São João de Loure Albergaria-a-Velha Cepsa do IC2 Assilhó
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)