Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

As ligações suspeitas entre Francisco J. Marques, Rui Pinto e Diogo Faria

Hacker é o principal suspeito de ter entrado nos servidores do clube da Luz.
Tânia Laranjo 23 de Abril de 2019 às 21:36
A carregar o vídeo ...
Hacker é o principal suspeito de ter entrado nos servidores do clube da Luz.

O comentador do Porto Canal Diogo Faria é o nome em comum entre o pirata informático Rui Pinto e o diretor de comunicação dos dragões, Francisco J. Marques.

A ligação entre os três levanta suspeitas sobre a origem dos mails do Benfica revelados pelo FC Porto.

Rui Pinto é o principal suspeito de ter entrado nos servidores do clube da Luz e roubado milhares de mensagens eletrónicas que comprometem o Benfica.

Francisco J. Marques é o diretor de comunicação do FC Porto e foi quem tornou públicas as informações sobre os alegados esquemas de corrupção dos encarnados.

Entre os dois parece, à primeira vista, não existir qualquer ligação. Mas, há um nome comum e que adensa o mistério em torno do caso dos mails. Falamos de Diogo Faria.

É funcionário dos "azuis e brancos", é comentador no Porto Canal e é co-autor, com Francisco J. Marques do livro "O Polvo Encarnado" no qual os dois portistas denunciam um alegado mega esquema de corrupção no futebol português com o Benfica à cabeça.

É também antigo colega de Universidade de Rui Pinto.

Hacker do Benfica foi colega de comentador do FC Porto

Os dois frequentaram o curso de História na Faculdade de Letras do Porto entre 2008 e 2011. Mas o comentador nega que sejam amigos.

"Na nossa turma havia mais de cem alunos. Nunca fomos amigos nem tivemos o mesmo círculo de amigos, Não o vejo há 5 ou 6 anos e neste período nunca contactei com ele", disse Diogo Faria à CMTV em setembro do último ano. 

Francisco J. Marques Porto Rui Pinto Luz diretor Benfica Diogo Faria Canal co-autor
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)