Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Génio informático que matou ex-companheira e cunhado cria rede online para espiar mulher

Carla e o irmão foram mortos por Moisés Fonseca, um homem perturbado, frio e calculista.
Magali Pinto 4 de Setembro de 2019 às 21:14
Moisés Fonseca matou a mulher e o cunhado
Carla foi morta à facada. Moisés deu-lhe uma facada no abdómen e a seguir meteu o corpo numa banheira com água quente
Marcelo Santos morreu às mãos de Moisés. O crime ocorreu em 2013 e até hoje o corpo ainda não foi encontrado
Corpo de Carla Santos retirado de local do crime, em Monte Abraão
Moisés Fonseca matou a mulher e o cunhado
Carla foi morta à facada. Moisés deu-lhe uma facada no abdómen e a seguir meteu o corpo numa banheira com água quente
Marcelo Santos morreu às mãos de Moisés. O crime ocorreu em 2013 e até hoje o corpo ainda não foi encontrado
Corpo de Carla Santos retirado de local do crime, em Monte Abraão
Moisés Fonseca matou a mulher e o cunhado
Carla foi morta à facada. Moisés deu-lhe uma facada no abdómen e a seguir meteu o corpo numa banheira com água quente
Marcelo Santos morreu às mãos de Moisés. O crime ocorreu em 2013 e até hoje o corpo ainda não foi encontrado
Corpo de Carla Santos retirado de local do crime, em Monte Abraão

O Investigação CM desta quarta-feira conta-lhe a história de um génio informático, que criou um Big Brother para vigiar permanentemente a ex-companheira que acabou por matar à facada

Moisés Fonseca é um homem perturbado e diagnosticado como sociopata, frio e calculista. Carla Santos foi morta à facada no dia 3 de março de 2014. Durante anos foi vítima de um amor obcessivo que acabou por lhe ditar a sentença de morte. Moisés Fonseca deu-lhe uma facada no abdómen e a seguir meteu o corpo numa banheira com água quente. Por este crime, o assassino apanhou 20 anos de cadeia.

A investigação do homicídio da ex-companheira levou à descoberta de um outro crime cometido pelo mesmo homem. Três meses antes de matar a mãe do seu único filho, Moisés assassinou o irmão da ex-companheira.

Até hoje não revela onde escondeu o cadáver de Marcelo Santos, morto em dezembro de 2013. Seis anos depois, a justiça decidiu reabrir a investigação, uma luz ao fundo do túnel para a família dos irmãos assassinados.

A mãe falou ao Investigação CM e não se poupou em críticas à polícia. Amélia Santos é uma mulher amargurada. Em apenas três meses perdeu os dois filhos às mãos do mesmo homem.

Ao Investigação CM, Amélia Santos diz que quer apenas saber onde está o corpo do filho para lhe fazer o funeral. Marcelo Santos deixou dois filhos órfãos que todos os dias sofrem com saudades do pai.

Big Brother Marcelo Santos Investigação Moisés Fonseca Amélia Santos crime lei e justiça
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)