Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Ladrões assaltavam casas em toda a região do Algarve

Cinco vão responder por furtos qualificados, simples e tentados e um por recetação.
Ana Palma 24 de Dezembro de 2018 às 08:42
Assaltantes entravam nas habitações e procuravam, principalmente, objetos preciosos e dinheiro
Assaltantes entravam nas habitações e procuravam, principalmente, objetos preciosos e dinheiro FOTO: Stockphoto
Um grupo de assaltantes de casas, em Lagos, vai começar a ser julgado no Tribunal de Portimão por crimes de furto.

Outro arguido, de 40 anos, vai responder por recetação. De acordo com a acusação, a que o CM teve acesso, o núcleo duro do gang era constituído por dois homens, de 19 e 40 anos, que se encontram em prisão preventiva e, ainda, por uma mulher de 40, que está em prisão domiciliária com vigilância eletrónica. Mais dois arguidos, um homem de 42 anos e uma mulher de 20, estão livres.

Um dos arguidos responde por 12 crimes de furto qualificado e outro por 13. A mulher responde por seis. Ao quarto arguido é imputado furto qualificado, o mesmo que a outra arguida. Também respondem por tentativas de furto.

De acordo com o Ministério Público (MP), o gang atuava "de acordo com um plano previamente gizado". Os arguidos – sobretudo os que estão presos - assaltaram casas nos concelhos de Aljezur, Portimão, Lagos, Vila do Bispo, Monchique, Faro e Lagoa."Tiveram o propósito de se introduzirem nas casas e apropriar-se de bens transacionáveis que encontravam no interior, objetos em metais preciosos e dinheiro. E quando não o conseguiram foi por razões alheias à sua vontade".

PORMENORES
Atacavam de dia
Os crimes pelos quais os arguidos estão acusados ocorreram entre setembro de 2017 e maio de 2018. Atacavam quase sempre de dia e na ausência dos proprietários. Para o MP, os arguidos agiram sempre de "forma concertada".

Crimes
O grupo fez furtos em Aljezur, Senhora do Verde, Lagos, Burgau, Figueira, Odeceixe, Ferreiras, Faro, Raposeira, Luz, Sagres, Bensafrim e Alferce. O recetador, de Lagos, vai responder por três crimes. O início do julgamento está marcado para dia 15 de janeiro.
Ver comentários
}