Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Mãe de Angélico Vieira acusa dono de stand: “Sabe o que fez e tem a consciência pesada”

Filomena Vieira diz que Augusto Fernandes sabia que o BMW não estava em condições. Em causa está a falsificação de contrato.
Ana Isabel Fonseca 11 de Setembro de 2019 às 08:38
Filomena Vieira, mãe de Angélico Vieira
Augusto Fernandes
Angélico Vieira morreu em 2011
Angélico Vieira morreu em 2011
Angélico Vieira
Filomena Vieira, mãe de Angélico Vieira
Augusto Fernandes
Angélico Vieira morreu em 2011
Angélico Vieira morreu em 2011
Angélico Vieira
Filomena Vieira, mãe de Angélico Vieira
Augusto Fernandes
Angélico Vieira morreu em 2011
Angélico Vieira morreu em 2011
Angélico Vieira
Filomena Vieira falou durante cerca de uma hora, esta terça-feira, diante do coletivo de juízes do Tribunal de Matosinhos. Voltou a garantir que Augusto Fernandes - dono do stand de onde saiu o BMW 635 ao volante do qual Angélico morreu em 2011 - falsificou o contrato de compra e venda do automóvel após o acidente.

A defesa de Augusto, que sempre garantiu que o BMW foi vendido, disse, então, que se o carro era do stand, Filomena poderia até ter de vir a ressarcir o empresário pela sua destruição.

"Entregou um carro sem condições para circular, ele sabe bem o que fez e isso pesa-lhe na consciência. Nunca me pediu qualquer indemnização, mas, se pedisse, então eu tinha de pedir o meu filho de volta", disse Filomena, declarando que ficou "muito perturbada" após a morte do filho, de 28 anos.

Augusto e a ex-mulher - os arguidos do processo - ficaram em silêncio. Segundo Filomena, além do contrato falsificado, o dono do stand também ficou com um Audi e um Ferrari e com 24 mil euros, provenientes da venda de um Porsche. Augusto diz que os carros foram dados em troca do BMW do acidente. "Isso está fora de questão, o meu filho não queria aquele carro.

As coisas não foram assim e isso mexeu muito comigo", contou Filomena Vieira, que, semanas depois, recebeu de Augusto um jipe, que teria sido encomendado pelo filho. Estão em causa crimes de burla qualificada, abuso de confiança e ainda falsificação de documentos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)