Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Investigação aos incêndios de Pedrógão Grande com mais três arguidos

São dez as pessoas suspeitas de terem responsabilidades nos incêndios que mataram 66 pessoas em junho de 2017.
11 de Junho de 2018 às 12:01
Incêndio em Pedrógão Grande
Incêndio em Pedrógão Grande FOTO: Vítor Mota
A investigação aos incêndios de Pedrógão Grande tem agora um total de dez arguidos. O número aumentou com a constituição de mais três pessoas suspeitas de terem responsabilidades nos incêndios de 16 e 17 de junho de 2017, que mataram 66 pessoas.

Segundo apurou o Correio da Manhã, os três novos arguidos são Margarida Gonçalves, da Proteção Civil, José Graça, vice da Câmara de Pedrógão e responsável pela gestão de combustíveis, e António Castanheira, também da Câmara Municipal de Pedrógão Grande. 

O incêndio fez ainda cerca de 250 feridos, destruiu meio milhar de casas e quase 50 empresas e devastou mais de 50 mil hectares de território, cerca de duas dezenas de milhares dos quais de floresta.


Grande Pedrógão acidentes e desastres incêndios
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)