Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Mata companheira grávida de 7 meses por “paranoia” de traição no Barreiro

Homem acusado de homicídio brutal é considerado inimputável perigoso.
Sérgio A. Vitorino 8 de Fevereiro de 2023 às 09:36
Vítima das facadas
Autor do crime é esquizofrénico
Vítima das facadas
Autor do crime é esquizofrénico
Vítima das facadas
Autor do crime é esquizofrénico
Vany Vieira, de 31 anos, foi esta terça-feira acusado pelo Ministério Público do brutal homicídio da companheira, Denise Rosa, de 37, grávida de sete meses. O crime ocorreu em agosto de 2022, no Barreiro, com várias facadas no pescoço e tórax, e anunciado pelo assassino no Facebook.

Para o Ministério Público, o homicida “agiu movido por sentimento de paranoia”, que o levou “a construir um cenário em que a vítima o tinha traído e que a criança não era seu filho”. Achava que Denise “o tinha envenenado ou queria envenenar, fazendo parte, à semelhança do resto da humanidade, de uma rede criminosa que o perseguia e que o queria matar”.

A perícia psiquiátrica diagnosticou-lhe esquizofrenia e determinou que é inimputável perigoso.

Está preso no hospital prisional.



Barreiro Denise Rosa Facebook Ministério Público Vany Vieira crime lei e justiça saúde crime
Ver comentários
C-Studio