Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Morreu o jornalista Carlos Câmara Leme

Carlos Câmara Leme foi internado de urgência no Hospital de São José, em Lisboa, na sequência de uma hemorragia.
22 de Junho de 2019 às 20:52
A queda na publicidade está a pôr em causa a sobrevivência das empresas de informação
A queda na publicidade está a pôr em causa a sobrevivência das empresas de informação FOTO: Cátia Barbosa/Jornal de Negócios
O jornalista e crítico literário Carlos Câmara Leme morreu este sábado, aos 62 anos, em Lisboa, após ter sido sujeito a uma intervenção médica, confirmou à Lusa Nuno Pacheco, jornalista do diário Público, onde aquele trabalhou.

Recorrendo à biografia escrita pelo próprio Nuno Pacheco na página 'online' do Público, Carlos Câmara Leme passou também pelo Jornal de Letras e colaborou com as revistas Ler e Colóquio/Letras.

Segundo fonte familiar citada pelo Público, Carlos Câmara Leme foi internado de urgência, na terça-feira, no Hospital de São José, em Lisboa, na sequência de uma hemorragia.

Nascido em Lisboa, em 04 de fevereiro de 1957, Carlos Câmara Leme licenciou-se em Filosofia pela Universidade Católica Portuguesa, com o trabalho de final de curso "O tempo na obra de Eduardo Lourenço: uma aproximação".

A carreira no jornalismo começa a partir de 1985, primeiro no JL -- Jornal de Letras, Artes e Ideias e depois no Público, integrando a equipa fundadora, em 1990.

Colaborou ainda com as revistas Ler e Colóquio/Letras, da Fundação Calouste Gulbenkian.

É o autor do livro "Os passos em volta dos tempos de Eduardo Lourenço", editado pela Verbo em 2014.

Ainda não são conhecidos os detalhes das cerimónias fúnebres.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)