Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Noivas do Daesh querem voltar a Portugal

Portuguesas estão em campos de detenção e escreveram ao Governo a pedir ajuda.
31 de Março de 2019 às 10:42
Burca
Burca
Burca
Burca
Burca
Burca
Burca
Burca
Burca
Três portuguesas que se juntaram ao Daesh para casar com militantes, e cerca de 20 crianças (filhas destas ou de portugueses que também estiveram na Síria) poderão ser trazidas para Portugal com a ajuda do Governo.

Vânia Cherif (de Carrazeda de Ansiães), Catarina Almeida (emigrante em França com família na Guarda) e Ângela Barreto (nascida na Holanda, filha de portugueses) estão, segundo o Expresso, em campos de detenção e escreveram ao Governo a pedir ajuda.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros adianta que está a trabalhar "no sentido de compatibilizar a defesa da segurança nacional e a proteção de cidadãos em situação vulnerável".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)