Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Sogra encomenda a morte de genro

Cartomante afirma que agiu num quadro de desespero por ver a filha ser agredida e violada pelo marido. PJ intercetou telefonemas e impediu o crime.
31 de Março de 2014 às 16:05
Cartomante, de 57 anos, admite ter contratado um gang para assassinar genro
Cartomante, de 57 anos, admite ter contratado um gang para assassinar genro FOTO: Jupiter Images

Acusada pelo Ministério Público de ter encomendado a morte do genro em 2009, uma cartomante de Nogueira da Regedoura, Santa Maria da Feira, alegou que agiu num quadro de desespero após ver a filha ser agredida e violada ao longo de mais de dez anos pelo marido desta. A mulher, de 57 anos, e a filha, com 38 - que também está acusada do mesmo crime - pediram a abertura da instrução do processo. Pediam para serem pronunciadas pelo crime de homicídio privilegiado na forma tentada, mas o tribunal manteve a acusação inicial.

O homicídio só não foi concretizado porque os assassinos contratados estavam sob escuta telefónica no âmbito de um outro processo que estava a ser investigado pela Polícia Judiciária do Porto.

O plano para matar o motorista foi arquitetado pela sogra - após uma desavença conjugal entre o casal no dia 1 de novembro de 2009 -, mas era conhecido pela filha. "Ele está vivo e com um ódio de morte. O que é que os seus homens estão a fazer? A esta hora ele já devia estar abatido", afirmou a mulher numa das conversas telefónicas que teve com o chefe do gang contratado para executar o motorista de 38 anos.

Ao tribunal, a cartomante argumentou que a filha vivia num clima de terror psicológico e que era ameaçada com pistola e carabina. Também a filha do casal, uma menina de 11 anos, foi ouvida, mas o tribunal desvalorizou as suas declarações, considerando que o testemunho da criança pretendeu defender os interesses da mãe e da avó.

Santa Maria da Feira sogra morte encomenda homicídio genro filha casamento processo carabina
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)