Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Venda da TAP dá 35 milhões de euros

Propostas querem injetar até 350 milhões na TAP.
Pedro H. Gonçalves 17 de Maio de 2015 às 09:38
Na corrida pela TAP: Germán Efromovich (Avianca), David Neeleman (Azul) e Pais do Amaral
Na corrida pela TAP: Germán Efromovich (Avianca), David Neeleman (Azul) e Pais do Amaral FOTO: Franque Silva/Lusa, DR e Bruno Colaço
Entre 300 e 350 milhões de euros para injetar na TAP. É o ponto de partida das propostas de privatização de 61% da TAP de Germán Efromovich e de David Neeleman. O encaixe direto para o Estado não deve ultrapassar os 35 milhões de euros, o mesmo montante que custou a greve de dez dias dos pilotos.

Das propostas que o Governo vai agora analisar, segundo o ‘Expresso’, a de Pais do Amaral será a financeiramente mais fraca. Efromovich quer injetar 250 milhões de euros na empresa e o restante diz respeito a 12 aviões que a Avianca entrega à TAP. Do lado do norte-americano nascido no Brasil David Neeleman, o aumento de capital é todo em dinheiro, liquidez que depois é usada para comprar 53 aviões novos. O problema é que para comprar aviões novos há lista de espera de um ano e Efromovich pode entregá-los no espaço de meses.

Quanto aos trabalhadores, Efromovich promete partilhar 10% dos lucros com os mesmos. Já Neeleman dá entre 10% e 20%. A Avianca tem sido, contudo, criticada por não cumprir esta partilha de dividendos.