Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Vidente sacou 35 mil euros a cliente

Astrólogo ameaçava vítima com castigo divino se não pagasse.
Paula Gonçalves 28 de Fevereiro de 2018 às 08:53
Vidente
Vidente
Vidente
Vidente
Vidente
Vidente
Vidente
Vidente
Vidente
A ameaça de que iria ser castigada pelos deuses levou uma mulher, em Seia, a entregar 35 mil euros a um vidente ao longo de oito meses, entre junho de 2016 e fevereiro de 2017. O suspeito, de 29 anos, que se apresentava como astrólogo, foi agora detido pela PJ da Guarda, suspeito da prática de burla qualificada.

A vítima, com mais de 50 anos, começou por pedir ajuda ao vidente para resolver um conflito familiar. Fez várias consultas e o suspeito foi ao longo do tempo criando a expetativa de que estaria a resolver a situação, à medida que ia pedindo mais dinheiro para acelerar todo o processo.

Com o passar do tempo e sem ver resultados, já que os conflitos familiares se mantinham, a vítima começou a desconfiar dos poderes curativos e das capacidades especiais que o astrólogo anunciava. Sentia-se, no entanto, pressionada a fazer novas entregas de dinheiro, já que o suspeito deixava no ar a ameaça de que alguma coisa de muito grave lhe iria acontecer ou à sua família.

Através deste método, o alegado astrólogo conseguiu apropriar-se de 35 mil euros. As entregas eram feitas em dinheiro ou através de transferências. Até que a vítima concluiu que a situação já tinha ido longe demais e decidiu apresentar queixa.

O vidente tinha um espaço, em Seia, onde recebia os clientes, que fechou ainda antes da PJ começar a investigar. Contudo, os investigadores seguiram-lhe o rasto e detiveram-no. Há suspeita de que existam mais vítimas.
Seia PJ astrólogo Guarda economia negócios e finanças crime lei e justiça questões sociais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)