Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Vizinho trama bruxo da Areosa ao apontar matrícula

Morador já tinha visto o jipe de Emanuel Paulino parado junto ao prédio da vítima da Máfia de Braga.
Ana Isabel Fonseca 5 de Outubro de 2017 às 09:44
‘Bruxo da Areosa’
Bruxo da Areosa
Maioria dos arguidos no processo da Máfia de Braga estão presos
João Paulo Fernandes foi assassinado em Braga
‘Bruxo da Areosa’
Bruxo da Areosa
Maioria dos arguidos no processo da Máfia de Braga estão presos
João Paulo Fernandes foi assassinado em Braga
‘Bruxo da Areosa’
Bruxo da Areosa
Maioria dos arguidos no processo da Máfia de Braga estão presos
João Paulo Fernandes foi assassinado em Braga
Um vizinho de João Paulo Fernandes, o empresário assassinado, foi fundamental para a investigação do processo da chamada ‘Máfia de Braga’.

O morador, que ontem foi ouvido como testemunha no Tribunal de S. João Novo, Porto, apontou, cerca de um mês antes do rapto, a matrícula de um jipe Mercedes que estava perto do prédio. Já após o desaparecimento da vítima, contou esse facto à PJ, que descobriu que o carro era nada mais nada menos que do ‘bruxo da Areosa’.

"Estava a chegar a casa e vi uma viatura que achei que não era normal estar ali. Estava um homem no lugar do condutor e um outro, bem constituído, sentado no banco de trás", contou Salvador Teixeira, dando conta de que o jipe esteve no local cerca de duas horas e que chegou a pedir a um polícia amigo que visse se havia algo de suspeito em torno do veículo.

Esta pista foi dada aos inspetores a 14 de março de 2016, três dias após o rapto em Braga. A PJ conseguiu assim colocar logo Emanuel Paulino, ‘bruxo da Areosa’, sob escuta. Todos os telemóveis descartáveis dos restantes arguidos foram também apanhados.

A testemunha contou ainda que no dia do rapto ouviu barulho na garagem. "Vim à varanda e vi um carro a sair da garagem. Parecia-me que estava outro à espera desse, porque mais acima arrancaram os dois. Penso que eram Mercedes", contou o morador, confirmando também o depoimento da filha de João Paulo, que diz que o pai foi raptado num carro daquela marca.
Ver comentários