Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Acusa médico de negligência

Empresário não consegue mexer o indicador da mão esquerda.
Teresa Oliveira 15 de Dezembro de 2015 às 01:00
Alexandre é canhoto e ficou com limitações após  operação no Garcia de Orta
Alexandre é canhoto e ficou com limitações após operação no Garcia de Orta FOTO: Sérgio Lemos
Alexandre Saramago ainda não acredita que não consegue dobrar o indicador da mão esquerda devido a "um erro médico". Revoltado, o empresário de 25 anos já fez queixa ao Hospital Garcia de Orta (Almada), por considerar ter sido vítima da negligência de um médico que o assistiu nas Urgências.

"Farei tudo o que estiver ao meu alcance para punir este médico", conta ao CM Alexandre Saramago, empresário no ramo da restauração, que agora não consegue escrever por ser canhoto.

O caso remonta ao dia 6 de outubro, quando Alexandre teve um acidente de trabalho. "Cortei-me em quatro dedos e fui às Urgências do Garcia de Orta. O médico de serviço achou que seriam cortes simples, apesar de, posteriormente, o ter alertado para algo branco que saía do corte do indicador. Disse que era gordura. Certo é que após tirar os pontos não dobrava o dedo", recorda Alexandre, acrescentando que procurou uma segunda opinião: "A coisa branca era o tendão".

Voltou ao Garcia de Orta, mas a lista de espera para cirurgia era grande. Para evitar consequências mais graves, acionou o seguro e será operado no privado. "Colocaram uma ‘âncora’ no dedo para corrigir o erro do médico do Garcia de Orta."
médico negligência empresário mão indicador Almada Alexandre Saramago
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)