Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Algarve reclama mais 200 médicos

Ministério reconhece dificuldades em contratar para a região.
Cristina Serra 23 de Fevereiro de 2016 às 08:31
Espera para consultas de especialidade em Faro chega a atingir 14 meses
Espera para consultas de especialidade em Faro chega a atingir 14 meses FOTO: André Cravinho
O Centro Hospitalar do Algarve (CHA), que inclui as unidades de Faro e Portimão, tem falta de 200 médicos. Um problema que se arrasta há anos e obriga a listas de espera de meses para a marcação de primeiras consultas da especialidade. Em Oftalmologia, os tempos de espera são de de 14 meses nos casos urgentes.

"As equipas médicas estão focadas na Urgência, porque tem prioridade, e restam-lhes poucas horas para consultas de especialidade", afirmou ao CM Pedro Nunes, administrador do CHA, considerando que não pode dar a mesma resposta que hospitais com mais recursos. Em causa está a intenção do ministério premiar hospitais em função da redução dos tempos de espera.

Pedro Nunes alerta para o problema da "concorrência fortíssima" das unidades privadas, que oferecem melhores condições remuneratórias.

Perante o anúncio da medida, o bastonário da Ordem dos Médicos, José Manuel Silva, considerou "nobre" a intenção do Governo. Fonte do ministério, confrontada com as declarações de Pedro Nunes, reconheceu a dificuldade em contratar profissionais de saúde para o Algarve e também o Interior.

Algarve médicos ministério região Centro Hospitalar do Algarve faro portimão
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)