Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
3

Crianças desafiadas a ter cantinho da oração

Santuário de Fátima recebeu 150 mil peregrinos, dos quais 25 mil crianças.
Isabel Jordão 11 de Junho de 2019 às 08:20
Chegada do andor com a imagem de Nossa Senhora de Fátima ao altar do recinto de oração, perante 150 mil peregrinos, 25 mil dos quais crianças das dioceses
Colorido das camisolas e dos bonés das crianças que preenchem o recinto são já uma imagem de marca desta peregrinação anual
D. Armando Domingues, bispo auxiliar do Porto
Encenação foi muito participada
Chegada do andor com a imagem de Nossa Senhora de Fátima ao altar do recinto de oração, perante 150 mil peregrinos, 25 mil dos quais crianças das dioceses
Colorido das camisolas e dos bonés das crianças que preenchem o recinto são já uma imagem de marca desta peregrinação anual
D. Armando Domingues, bispo auxiliar do Porto
Encenação foi muito participada
Chegada do andor com a imagem de Nossa Senhora de Fátima ao altar do recinto de oração, perante 150 mil peregrinos, 25 mil dos quais crianças das dioceses
Colorido das camisolas e dos bonés das crianças que preenchem o recinto são já uma imagem de marca desta peregrinação anual
D. Armando Domingues, bispo auxiliar do Porto
Encenação foi muito participada
As crianças que esta segunda-feira participaram na peregrinação nacional ao Santuário de Fátima, enchendo o recinto de oração, foram desafiadas pelo bispo auxiliar do Porto, D. Armando Domingues, a "tornar mais belo o cantinho de oração de sua casa, como se fosse uma pequena capela".

A missa das 11h00 contou com a participação de 150 mil peregrinos, 25 mil dos quais crianças, e mais de uma centena de sacerdotes.

Esta peregrinação é uma das mais participadas do ano e a mais colorida, por cada grupo de crianças estar identificado com uma cor diferente, correspondente a cada diocese.

As celebrações foram interpretadas em língua gestual portuguesa e parte do terço - o terceiro mistério - foi recitado em simultâneo por uma criança falante e por outra surda, criando um momento de emoção.

Na homilia, D. Armando Domingues disse às crianças para criarem nas suas casas um "espaço especial como é esta Capelinha, para rezarmos nas nossas casas. Não são precisas pedras, nem telhas nem ferro. Basta os quatro pilares: aprender, ser amigo e partilhar, assíduos à comunhão e à oração".

Referindo-se ao tema da peregrinação, que recordava o pedido de Nossa Senhora de Fátima aos três pastorinhos, de construção de uma capela, o bispo auxiliar do Porto disse que é junto da Capelinha das Aparições que "o mapa da vida fica mais colorido, onde a ternura de uma mãe dá sentido aos nossos passos, mesmo aos mais difíceis e dolorosos".

Encenação sobre a Capelinha encheu a nova Basílica
Através da música, da dança e da representação, as crianças foram despertadas para o sentido de gratidão. A encenação sobre a Capelinha das Aparições - que foi construída há cem anos - decorreu na Basílica da Santíssima Trindade.

Mochilas especiais com pão e água aos pés da imagem
Na campanha de preparação para a peregrinação, as crianças foram convidadas a criar uma mochila especial com "o essencial para o caminho da vida", onde não faltou o pão e a água.

Esta segunda-feira deixaram a mochila aos pés de Nossa Senhora.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)