Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Fortaleza de São Filipe, em Setúbal, reabre ao público

Zona estava encerrada há dois anos.
Lusa 29 de Março de 2017 às 17:50
Fortaleza de São Filipe, em Setúbal
Fortaleza de São Filipe, em Setúbal FOTO: Lusa
A Fortaleza de São Filipe, na cidade de Setúbal, reabre na sexta-feira com uma Feira Quinhentista depois de ter estado encerrada durante dois anos, por razões de segurança, mas vai continuar com algumas áreas interditadas ao público.

Fonte do Gabinete da Presidência da Câmara Municipal de Setúbal disse à Lusa que, apesar de já terem financiamento garantido no valor de três milhões de euros, no âmbito de uma candidatura a fundos comunitários, os trabalhos de consolidação da encosta da fortaleza só agora estão prestes a começar, dado que, entretanto, foi necessário cumprir todas as formalidades legais e lançar o concurso público.

Face à demora na realização das obras, a autarquia celebrou, entretanto, um protocolo com o Grupo Pestana, que explora a Pousada de São Filipe, no interior da fortaleza, para permitir a reabertura do bar e da esplanada, mantendo-se a interdição ao público de algumas zonas de risco.

Esta situação deverá prolongar-se até à conclusão das obras.

Segundo a autarquia, já foram realizadas várias intervenções para garantir a segurança das zonas que apresentavam risco de derrocada.

As zonas da esplanada e do bar, que vão reabrir ao público, não constituem qualquer perigo para os setubalenses e turistas que todos os anos visitam aquele monumento nacional construído no século XVI, durante o período de ocupação espanhola, sublinha o município.

Há cerca de um ano, a Câmara de Setúbal assinou um protocolo com as direções-gerais do Tesouro e Finanças e do Património Cultural, com a Enatur -- Empresa Nacional de Turismo e o Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), para uma intervenção de natureza estrutural destinada a evitar a derrocada da encosta.

A fragilidade de algumas zonas envolventes da Fortaleza de São Filipe está identificada desde março de 2007, altura em que um relatório do LNEC alertou para o perigo de derrocada e perda de vidas humanas, no caso de se verificar um sismo ou um período de chuvas intensas e prolongadas, mas só agora, dez anos depois, parecem estar reunidas as condições necessárias para a estabilização da encosta.

A Câmara de Setúbal não avança para já com qualquer data para o início das obras, mas admite que a intervenção de consolidação da encosta da Fortaleza de São Filipe poderá arrancar dentro de pouco tempo e estar concluída no prazo de dois anos.
Fortaleza de São Filipe Setúbal interditas Feira Quinhentista
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)