Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Mistura genética de três pais gera interesse

Médico usou ADN de três pessoas para gerar bebé saudável.
Francisca Genésio 26 de Dezembro de 2017 às 08:40
Técnica envolve a substituição de partes do óvulo da mulher pelos de uma dadora saudável
Abrahim Hassan ao colo do médico John Zhang logo após ter nascido, a seis de abril deste ano, no México
Técnica envolve a substituição de partes do óvulo da mulher pelos de uma dadora saudável
Abrahim Hassan ao colo do médico John Zhang logo após ter nascido, a seis de abril deste ano, no México
Técnica envolve a substituição de partes do óvulo da mulher pelos de uma dadora saudável
Abrahim Hassan ao colo do médico John Zhang logo após ter nascido, a seis de abril deste ano, no México
Oprimeiro bebé gerado com código genético de três pessoas diferentes nasceu há cerca de oito meses no México e, desde então, John Zhang, especialista em medicina da reprodução, responsável pela técnica, diz que esta está a merecer interesse em todo o mundo. O médico refere que já recebeu pedidos com origem em quase todos os países europeus para a realizar novamente.

O objetivo do procedimento é evitar a transmissão de uma doença genética.

O menino, chamado Abrahim Hassan, foi gerado com ADN dos pais e de uma segunda mulher, evitando que herdasse da mãe uma doença transmitida pelos genes. O material genético da segunda mulher representará apenas 1% daquilo que o bebé será, ao crescer. Através desta técnica, o núcleo do óvulo da mãe do menino foi ligado ao ADN mitocondrial da dadora. O óvulo foi depois fertilizado com o esperma do pai.
O casal procurava ter filhos há quase 20 anos, sem sucesso devido à doença da mãe. O menino nasceu saudável, a seis de abril deste ano, e o caso só foi tornado público a 27 de setembro, quando o bebé já tinha cinco meses.

Mãe do bebé com genes do síndrome de Leigh
O casal, da Jordânia, recorreu à técnica para evitar que a criança pudesse vir a ter a síndrome de Leigh, uma doença neurológica e de cujos genes a mãe era portadora. O procedimento evita a transmissão de outras doenças.

Pais oriundos da Jordânia
Após vários abortos, o casal oriundo da Jordânia procurou ajuda na clínica de John Zhang. Abrahim Hassan é o nome do primeiro bebé concebido através desta técnica.

Técnica usada na Ucrânia
Além de Abrahim Hassan, nasceu uma outra criança através deste procedimento, mas com algumas alterações, e que foi realizado na Ucrânia.
Oprimeiro John Zhang México Abrahim Hassan ADN Jordânia Leigh Ucrânia saúde questões sociais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)