Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

Quem é o herdeiro da Danone que doou 50 milhões de euros à fundação Champalimaud em Lisboa?

Mauricio vendeu a sua participação na empresa em 2015. Investiu milhões de euros na luta contra o cancro no pâncreas.
Correio da Manhã 28 de Setembro de 2021 às 11:24
Mauricio Botton Carasso
Mauricio Botton Carasso FOTO: Direitos Reservados
O herdeiro da Danone, Mauricio Botton Carasso, e a mulher, Charlotte Botton, doaram 50 milhões de euros à Fundação Champalimaud para a criação do Centro de Cancro do Pâncreas Botton-Champalimaud, inaugurado esta segunda-feira em Lisboa. Segundo a Fundação, "é a primeira vez que uma família estrangeira confia a uma instituição filantrópica portuguesa uma responsabilidade desta natureza".

O empresário, nascido em França há 88 anos, é da terceira geração da família de judeus sefarditas, sendo neto de Isaac Carasso, fundador da Danone, de acordo com informação fornecida pela Fundação Champalimaud.

A família de origem grega foi para Barcelona durante a I Guerra Mundial, no entanto, vários elementos da família tiveram de fugir mais tarde devido ao antissemitismo nazi.

Foi, durante 40 anos, chefe do departamento de pesquisa, desenvolvimento e qualidade da Danone e um dos conselheiros mais relevantes da empresa até 2015, tendo-lhe sido atribuídos méritos pela criação do famoso iogurte 'Actimel'.

Mauricio Botton Carasso tem uma fortuna avaliada em 475 milhões de euros, que se deve, sobretudo, à venda da participação na Danone à multinacional da empresa em França. De acordo com a Forbes, é o 44.º homem mais rico de Espanha, embora a sua riqueza, que já chegou a atingir os 600 milhões de euros, tenha reduzido graças aos impactos gerados pela pandemia de Covid-19.

Embora a fortuna tenha aumentado maioritariamente devido a esta venda, antes disso já era um empresário com vários investimentos no imobiliário e ativos financeiros.

Outras das paixões do empresário é a produção de azeite, na qual está envolvido há 30 anos. Tem uma empresa com mais de 350 hectares de olival e que usufrui da melhor tecnologia para produzir azeites gourmet, na região catalã de Avinyonet del Penedès. Também investiu recentemente em terrenos no Alentejo, juntamente com Paolo Miceli, seu sócio e amigo.

Em conjunto com a prima, forma a terceira geração da família criadora da Danone, embora ambos já se tenham desvinculado da empresa.

É descrito por um amigo ao La Vanguardia como "a pessoa mais discreta do mundo", muito inteligente e acompanha de perto as inovações sociais. O empresário espanhol é apaixonado por artes e literatura, não gosta de mostrar luxo nem ostentação, mas viaja com grande frequência. 
Ver comentários