Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
6

Tudo sobre o fenómeno

Eclipse solar será o último visível na Europa até 2026.
Tiago Ruas 19 de Março de 2015 às 11:05
Veja o último eclipse solar visível em Portugal

Esta sexta-feira, os portugueses vão poder assistir a um eclipse solar total, que será visível apenas como parcial em todo o território nacional, entre as 08h00 e as 10h00 (menos uma hora nos Açores). A maior percentagem de área coberta do sol pela lua vai ocorrer por volta das 09h00.

Ao contrário das ilhas Faroé (a norte da Escócia) e Svalbard (a norte da Noruega), onde o eclipse será observado na sua totalidade, em Portugal não teremos essa sorte. Além disso, as condições meteorológicas também não vão ajudar à observação do fenómeno. A previsão aponta para períodos de céu muito nublado e a possibilidade de ocorrência de aguaceiros.

A melhor região do País para acompanhar a efeméride será os Açores, onde a percentagem da obscuridade do sol vai chegar aos 77% nas ilhas do Corvo e das Flores. No continente, a percentagem vai variar entre os 62% e os 74%. A Madeira será mesmo a pior região para ver o eclipse, uma vez que a percentagem do sol que vai estar tapada pela lua não irá passar dos 57%:

 

Começo do eclipse

Máximo do eclipse

Fim do eclipse

Obscuridade do sol

Beja

07h59

09h01

10h08

64,5%

Braga

08h04

09h06

10h14

72,4%

Bragança

08h05

09h08

10h17

71,8%

Castelo Branco

08h02

09h04

10h12

68,1%

Coimbra

08h02

09h04

10h12

69,6%

Évora

08h00

09h01

10h09

65,6%

Faro

07h58

08h59

10h06

62,3%

Lisboa

07h59

09h01

10h08

66,9%

Porto

08h03

09h05

10h13

71,7%

Santarém

08h00

09h02

10h10

67,7%

Vila Real

08h04

09h06

10h15

71,4%

Viseu

08h03

09h05

10h13

70,2%

Funchal

07h49

08h45

09h47

57,2%

Angra do Heroísmo

06h55

07h50

08h51

74,7%

Horta

06h55

07h50

08h50

74,7%

Ponta Delgada

06h53

07h49

08h50

72,3%

(Fonte: Observatório Astronómico de Lisboa)

O que não fazer durante o eclipse

Conforme noticiou o CM, quase não há à venda óculos adequados para a observação do eclipse e, de acordo com o OAL, a observação direta do sol pode "causar cegueira instantânea ou gradual sem regressão".

Ana Costa, do Núcleo Interativo de Astronomia, admitiu ao Correio da Manhã que está "preocupada pelo facto dos óculos não estarem à venda" e que o eclipse apenas deve ser visto através de "películas especiais para observar o sol". A especialista alertou ainda que "não se podem fazer óculos para observar o sol sem uma película especial, só disponível em lojas da especialidade".

Além de não dever olhar para o sol diretamente, não tente usar um vidro de soldador, óculos escuros, radiografias, ou até mesmo óculos para eclipses antigos para observar o fenómeno, uma vez que pode colocar em risco a sua visão. Pode sempre optar por métodos de projeção, como por exemplo, utilizar uma folha de cartolina preta com um pequeno furo para projetar a imagem do sol sobre uma cartolina branca, ou, encher um balde com água e olhar para o reflexo.

Este é o sétimo eclipse solar do século XXI visível na Europa. Clique na imagem abaixo para recordar os últimos seis eclipses do século

Ver comentários