Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
2

Guterres na Web Summit: "As máquinas que têm poder de tirar vidas devem ser banidas"

O secretário-geral das Nações Unidas sublinhou as vantagens que a tecnologia tem trazido para responder a vários desafios. Mas também elencou os perigos.
5 de Novembro de 2018 às 20:55
Guterres na Web Summit
Guterres na Web Summit
Guterres na Web Summit
Guterres na Web Summit
Guterres na Web Summit
Guterres na Web Summit
Guterres na Web Summit
Guterres na Web Summit
Guterres na Web Summit

António Guterres, secretário-geral das Nações Unidas, voltou a pisar o placo principal do Web Summit este ano. A pedido de Paddy Cosgrave, fundador e CEO da cimeira, foi recebido de forma especial: quase todos os presentes ligaram a luz dos seus telemóveis.

O responsável português, que quando começou a falar ainda estava iluminado pelas milhares de luzinhas dos smartphones dos presentes, começou por destacar a velocidade com que a tecnologia evolui. 

"Hoje, o blockchain é uma tecnologia normal", referiu. A "inteligência artificial está em todo o lado e até ajuda a encontrar almas gémeas. Eu sou céptico, confesso. E estou contente por ter escolhido a minha alma gémeo pelos métodos tradicionais", brincou.

António Guterres destacou vários benefícios que a tecnologia pode trazer ao ajudar a "ser mais eficaz para responder aos problemas de hoje".  

Quanto à internet em específico, relembrou que é usada para "violar a privacidade. E há Governos que a usam para controlar os cidadãos". "Para mim, é claro que não foi a criação da internet que fez isso, mas ajudou a amplificar os problemas".

"Não estamos a fazer o suficiente", lamento. "O que é importante é não esquecer qual o impacto que esta evolução tem  no mundo". "Há máquinas que selecionam e destroem alvos sozinhas. Temos de garantir que os direitos humanos estão a ser respeitados nos campos de batalha". "As máquinas que têm poder de tirar vidas devem ser banidas por leis internacionais", alertou. 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)