Novo método produz tatuagens eletrónicas de forma simples e a baixo custo

Método diminui "radicalmente o custo" deste dispositivo com múltiplas aplicações, como monitorização da saúde.
12.11.18
  • partilhe
  • 4
  • +
Investigadores das universidades de Coimbra e da norte-americana Carnegie Mellon desenvolveram um método de produção de tatuagens eletrónicas em impressora tradicional, diminuindo "radicalmente o custo" deste dispositivo com múltiplas aplicações, como monitorização da saúde.

"Uma equipa de investigadores do Instituto de Sistemas e Robótica (ISR) da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC) e da Universidade de Carnegie Mellon (CMU) em Pittsburgh encontrou um método para produzir tatuagens eletrónicas através de impressão a tinta (inkjet)", anunciou esta segunda-feira aquela faculdade.

O novo método "simplifica a produção e diminui radicalmente o custo destes dispositivos com implicações tão vastas como a monitorização contínua da saúde do utilizador ou o controle tátil do painel do automóvel", afirma a FCTUC, numa nota enviada esta segunda-feira à agência Lusa.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!