Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
3

Decisão do regulador sobre negócio da dona da TVI pode só chegar no verão

Autoridade da Concorrência deve avançar para investigação aprofundada à compra da Media Capital pela Altice/MEO.
Duarte Faria 1 de Fevereiro de 2018 às 08:36
Autoridade da Concorrência receia que a MEO recuse fornecer sinal da TVI às outras operadoras de televisão paga
Media Capital detém a TVI, a produtora Plural Entertainment, a rádio Comercial e os sites IOL, entre outros meios
Administradores da Altice e Media Capital aquando do anúncio do negócio
Administradores da Altice e Media Capital aquando do anúncio do negócio
Administradores da Altice e Media Capital aquando do anúncio do negócio
Administradores da Altice e Media Capital aquando do anúncio do negócio
Autoridade da Concorrência receia que a MEO recuse fornecer sinal da TVI às outras operadoras de televisão paga
Media Capital detém a TVI, a produtora Plural Entertainment, a rádio Comercial e os sites IOL, entre outros meios
Administradores da Altice e Media Capital aquando do anúncio do negócio
Administradores da Altice e Media Capital aquando do anúncio do negócio
Administradores da Altice e Media Capital aquando do anúncio do negócio
Administradores da Altice e Media Capital aquando do anúncio do negócio
Autoridade da Concorrência receia que a MEO recuse fornecer sinal da TVI às outras operadoras de televisão paga
Media Capital detém a TVI, a produtora Plural Entertainment, a rádio Comercial e os sites IOL, entre outros meios
Administradores da Altice e Media Capital aquando do anúncio do negócio
Administradores da Altice e Media Capital aquando do anúncio do negócio
Administradores da Altice e Media Capital aquando do anúncio do negócio
Administradores da Altice e Media Capital aquando do anúncio do negócio
A Altice/MEO poderá só conhecer a decisão do regulador sobre a sua proposta de compra da Media Capital, dona da TVI, ao grupo espanhol Prisa quase um ano depois de ter revelado a intenção de avançar para o negócio.

Atualmente decorre a fase de audição dos interessados sobre o projeto de decisão, no qual a Autoridade da Concorrência (AdC) abre a porta à necessidade de fazer uma investigação aprofundada. Ainda este mês, a AdC deverá decidir se avança mesmo para a investigação e, se o fizer, terá um prazo de 90 dias para emitir a decisão final de aprovação ou rejeição do negócio. Não se tratam, no entanto, de dias corridos, já que o prazo é suspenso sempre que são pedidos elementos informativos às empresas e pelo tempo em que estas demorarem a responder. Ou seja, uma decisão poderá nunca chegar antes de maio ou junho. Dado que a Altice anunciou a 14 de julho ter chegado a acordo para comprar a Media Capital por 440 milhões de euros, o desfecho da operação poderá só chegar um ano depois.

Mas uma aprovação deste negócio está longe de ser um dado adquirido. No documento já produzido pela AdC, o regulador levanta "sérias dúvidas" à sua concretização, por considerar que pode criar entraves à concorrência. A possível recusa da MEO em fornecer a TVI às operadoras concorrentes, um aumento dos preços de transmissão, um bloqueio da MEO a canais concorrentes e uma menor transparência nos preços da TDT preocupam a AdC.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)