Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
6

Esquadrão G quer mudar Portugal

Novo programa da SIC quer alterar a mentalidade dos homens portugueses.
19 de Agosto de 2005 às 00:00
Esquadrão G quer mudar Portugal
Esquadrão G quer mudar Portugal FOTO: Natália Ferraz
Cinco homens, todos homossexuais, cada um especialista na sua área, vão alterar o comportamento de treze candidatos que pretendem melhorar a sua imagem junto de familiares, amigos e colegas de trabalho. Mas engana-se quem pensa que os treze candidatos são as estrelas do novo ‘reality show’ da SIC. As vedetas são os cinco conselheiros, que a essa função acumulam a apresentação do próprio programa.
‘Esquadrão G: Não És Homem Não És Nada’ estreia no ecrã da SIC a 11 de Setembro. Ainda por definir está o horário da emissão.
Manuel Fonseca apresentou o novo ‘reality show’ da SIC como “uma das apostas centrais da SIC, com grande impacto na sua grelha de programação”. Uma “ideia original e diferente de tudo o que já se fez em televisão”, como realça o director de programas da SIC. ‘Esquadrão G’ terá a duração de treze semanas, uma por cada candidato, e o próprio rumo do programa flutuará de acordo com as necessidades de cada candidato. Para chegar ao programa, cada candidato teve de realizar entre três a quatro castings. Segundo Manuel Fonseca, esta rigorosa selecção prende-se com o objectivo da SIC apresentar um “programa familiar e altamente emocional”. Assim, foi dada grande importância aos dilemas que conduziram os candidatos a procurar a mudança.
Também os especialistas foram sujeitos a uma criteriosa selecção. No final, os cinco seleccionados foram: Pedro Crispim (cultura e lazer), Paulo Piteira (decoração), João Ribeiro (moda) Óscar Reis (imagem) e Jorge Correia de Campos (gourmet).
SIC PREPARA NOVIDADES: “O PAÍS É AVANÇADO” (Manuel Fonseca, director de programas da SIC, 51 anos)
- Considerando a aposta da SIC numa grelha de programação familiar, não teme que os portugueses ainda coloquem entraves a este tipo de formato?
- A abertura social já está conquistada há anos. Haverá sempre a resistência de alguns portugueses, mas o que vamos apresentar é o convívio entre pessoas com escolhas de vida diferentes. Algo comum no nosso quotidiano e que é um elemento próximo a todas as famílias. Não vai haver nenhum problema. O País é muito mais avançado do que aquilo que às vezes se quer fazer parecer.
- O que espera trazer de novo à televisão portuguesa com a nova grelha da SIC?
- Os programas que trazemos este ano são de facto diferentes, com outro tipo de ambição narrativa e produtiva. Nesse sentido, são dois belos programas que ajudam a melhorar a nossa televisão. Agora, não pretendemos, nem nunca tivemos esse propósito, transformar radicalmente o nosso panorama televisivo num estalar de dedos. Há coisas que são boas, e bem feitas, e outras que é preciso ir mudando. Nós damos o nosso contributo.
PROGRAMA ORIGINAL: ‘A QUEER EYE FOR A STRAIGHT GUY’
‘Esquadrão G: Não És Homem Não És Nada’ baseia-se num formato original da estação de cabo norte-americano NBC. Nos Estados Unidos, o programa atingiu grande sucesso entre o público, e a crítica premiou-o com vários galardões, entre os quais um EMMY.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)