Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media

Estou orgulhoso do que tenho feito

Aos 25 anos, é a imagem do Portugal moderno no Brasil. Bonito, talentoso, desejado, é o primeiro protagonista estrangeiro de uma novela e sabe que tem as brasileiras a seus pés....
11 de Março de 2005 às 00:00
Ricardo Pereira
Ricardo Pereira FOTO: d.r.
Seis meses depois de ter chegado ao Brasil, Ricardo Pereira é já um caso de sucesso. Primeiro estrangeiro a protagonizar uma novela da Globo, o actor português não esconde o orgulho que sente, embora esteja ciente que não é todos os dias que os brasileiros dão primazia aos portugueses. "Claro que estou orgulhoso, por mim e pelo meu País. Obviamente que, em termos profissionais, é muito bom, mas também tenho consciência que estou aqui a representar Portugal e isso também me deixa orgulhoso", salienta.
O actor não tem deixado os seus créditos por mãos alheias e tem mostrado que, ao dar-lhe o papel de Daniel Cascaes em ‘Como Uma Onda’, o director Dennis Carvalho fez a escolha certa. A prova é que o actor português tem sido solicitado para vários eventos em terras de Vera Cruz e os brasileiros já o adoptaram.
Ricardo até já fala com sotaque na novela, para que todos o entendam. "Comecei por falar um português mais aligeirado e depois, como o Daniel já estava no Brasil há uns tempos, fui abrasileirando a pronúncia. A princípio, tinha mesmo de falar quase sem sotaque, mas agora já faz sentido falar ‘brasileiro’", adianta o actor, que se prepara para, em Abril, ter aulas para perder por completo o sotaque português.
"Vou abrir o leque de opções para outro tipo de trabalho. Sou optimista, mas também muito realista. Não dão todos os dias um papel a um actor português e sei que dificilmente isso se volta a repetir, por isso vou apostar nas aulas de dicção", acrescenta.
O actor gostaria de apresentar um programa, estilo ‘Altas Horas’, do GNT, na televisão brasileira. "Mas também seria aliciante fazer uma série, uma peça de teatro ou um filme no Brasil, mas não posso prever o amanhã", refere.
VISITA RELÂMPAGO
Foram apenas quatro dias, mas deu para matar saudades. Aproveitando uma pausa no seu trabalho, o actor português veio a Lisboa sozinho, sem a companhia da namorada, a actriz Daniele Suzuki, que participa na novela ‘New Wave’. “Ela não conhece o nosso país, mas vai conhecer em breve. Infelizmente, não será comigo”, lamentou Ricardo aos jornalistas.
Nostálgico quando viu a capital portuguesa do ar, o actor foi, ainda no aeroporto, abordado por admiradores, que não se cansaram de lhe pedir autógrafos. “A primeira coisa que quero fazer agora é abraçar as pessoas de que mais gosto no Mundo, os meus pais”, confidenciou. E não demorou muito a fazê-lo, já que Horácio e Lurdes Pereira aguardavam-no uns metros mais à frente.
Em Portugal para matar saudades e “tratar de assuntos profissionais”, Ricardo Pereira teve tempo ainda para participar no ‘Herman SIC’ de domingo à noite.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)