Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
8

“Por amor vale fazer tudo! Assim pensa a Júlia”

Mesmo com audiências pouco animadoras, Fernanda Serrano grava com afinco. “É o meu trabalho”, argumenta.
7 de Janeiro de 2011 às 00:00
“Por amor vale fazer tudo! Assim pensa a Júlia”
“Por amor vale fazer tudo! Assim pensa a Júlia” FOTO: Pedro Catarino

Todos nós, actores, e aqui atrevo-me a falar pelos meus colegas, trabalhamos em função de um mesmo objectivo: fazer o melhor possível o nosso papel, aquilo que nos é pedido. E é o que está a acontecer com esta ‘Sedução’. Adoro a novela. E estou a divertir-me muito”, afirma Fernanda Serrano, no decorrer  das gravações da ficção da TVI.

Numa das avenidas de Lisboa que serve de cenário ao salão de cabeleireiro de Alice (Maria João Luís), Fernanda Serrano sai vestida, maquilhada e penteada a rigor do carro da produção instalado na avenida António Pais e fala aos jornalistas de Júlia, a vilã que interpreta em ‘Sedução’. “Defendo a minha personagem de forma muito afincada e efusiva. Gosto muito dela e desculpo-a sempre, porque ela tem uma causa  legítima e justa ao pensar que por amor vale tudo”. Dissertando sobre a vilã que compõe na novela, a actriz explica que o “pior” que pode acontecer a uma pessoa deste tipo é “ser mal amada”. “Isto torna-as azedas. Mas eu desculpo tudo, porque a Júlia é muito lúcida, muito racional”, explica a actriz. Comentando a onda de contratações de actores da TVI pela SIC, Fernanda Serrano disse que a situação “é normal e previsível”. “Durante o nosso percurso profissional, as propostas vão surgindo”, comentou a actriz, cujo contrato de exclusividade foi feito pela ex-NBP e termina em 2011. “Tem uma longevidade que data desde esse tempo. É bom fazer parte de uma casa tanto tempo”, diz a actriz. “Estas relações revelam credibilidade e confiança de parte a parte”, rematou.

Maria João Luís prepara-se para entrar em cena e dar corpo e voz a Alice. “Esta é uma personagem extremamente difícil de fazer. Enquanto num dia de gravações com 40 cenas tenho três ou quatro em que se pode descontrair, nos textos do Rui Vilhena isso não acontece. Todas as cenas são de uma grande tensão e exigem muita concentração. Torna-se cansativo. Mas a personagem é mais intensa, mais interessante de interpretar”, conta a actriz. Desvendando um pouco o enredo de ‘Sedução’, Maria João Luís explica que “Alice se vai reaproximar do ex-marido”, papel interpretado por Nuno Homem de Sá. “O marido é a grande paixão da vida dela. O amor não se explica. Por muito que se leve na cabeça, não há nada a fazer quando a máquina do amor se instala na vida de uma pessoa”.

Pedro Granger, que em ‘Sedução’ interpreta Tiago, filho mais velho de Alice, um jovem manipulador e ganancioso, cujo único objectivo na vida é ser rico e famoso, revela que “a fama, o poder e o dinheiro é o que move Tiago. Nesta fase da acção, ele vai recorrer a todos os meios para roubar o programa ao José Carlos Faria (João Perry)”. Sobre as gravações da novela, Granger conta como a contracena com Sofia Ribeiro lhe alivia o dia de trabalho: “Tenho grande empatia com todo o elenco, mas as afinidades com a Sofia são tantas que chegamos a ter ataques de riso... até já levámos  um raspanete do realizador por nos desconcentrar-mos.”

 

 

REVIRAVOLTA NA ACÇÃO: NOVA INDUMENTÁRIA

“O Alex aceita o desafio do Danilo (Paulo Rocha), que é fazer-se passar por seu namorado. Tudo não passa de uma farsa, porque nem um nem outro são homossexuais”, conta Frederico Barata. Para convencer, o actor teve de mudar de imagem,  “mas o Alex não gosta de se ver com esta indumentária. Tudo isto só lhe vai trazer má reputação”, diz.

 

ALIANÇA ENTRE VILÃS: DALILA CARMOS ENTRA EM ACÇÃO

Na acção, Júlia encontra-se com Sofia (Dalila Carmo) e ambas decidem sabotar o champô do salão de cabeleireiro de Alice.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)