SEDUÇÃO FATAL

Os homens não conseguem resistir à sedução desta mulher, inteligente e fascinante, que só quer dinheiro e protagonismo. A história foi escrita por Francisco Nicholson, que se inspirou no caso “Sãobentogate” e que põe a nu uma sociedade corrupta
26.09.02
  • partilhe
  • 0
  • +
SEDUÇÃO FATAL
“Maria dos Prazeres” é uma sedutora fatal, que veio do nada, mas que ascende à alta sociedade, graças à sua capacidade de mentir e de encantar homens poderosos e milionários, cujas carreiras ela destrói. Uma forma de se vingar de ter sido abandonada na juventude pelo namorado. “Uma personagem fabulosa” é como o autor da história, Francisco Nicholson, vê “Maria dos Prazeres”, a protagonista, interpretada por Helena Laureano, “de uma maneira superior”, assegura. Realizada por Álvaro Fugullin, esta nova produção nacional da SIC, “O Olhar da Serpente”, estreia na segunda-feira, dia 30, e conta a ascensão e queda desta mulher fatal.

A telenovela conta o percurso de “Maria dos Prazeres”, interpretada por Leonor Seixas na juventude e, alguns anos mais tarde, por Helena Laureano. Nascida numa aldeia piscatória perto de Viana do Castelo, “Maria dos Prazeres” revela, com apenas 13 anos, uma sensualidade que desenvolve com mestria e a acompanhará ao longo da vida. Pertencendo a uma família pobre, ela emigra com a mãe, “Amélia” (Cucha Carvalheiro) e os dois irmãos, “Toino” (João Madureira/Rui Paulo) e “Luciano” (Robin Santos/Marco Delgado), para Paris, onde esperam conseguir uma vida melhor. De facto, o destino sorri-lhe ao conseguir conquistar o coração de um poderoso político francês que lhe abre as portas da alta sociedade e a ajuda a libertar-se das memórias de “Paulo” (Paulo Pires), um amor que lhe despedaçou o coração de adolescente e a deixou sozinha com um filho.

De volta a Portugal, “Maria dos Prazeres” apresenta-se à sociedade portuguesa que a acolhe muito bem. O sucesso é tal que acaba por conhecer o cônsul “Tomé” (Rui Mendes), um velho milionário com quem acaba por se envolver.
Com uma personalidade ambivalente, cheia de contradições, “Maria dos Prazeres” ora revela uma frieza e calculismo, ora é envolvente e escaldante.

Ao longo da sua vida, capitaliza invejas, acumula ódios e alimenta ciúmes. A sociedade não lhe perdoará as mentiras, os embustes, as fraudes e, principalmente, o êxito. Helena Laureano não podia estar mais satisfeita sobre a personagem que veste na telenovela. “Foi um papel que me deu enorme prazer fazer. Acho que este ‘Olhar da Serpente’ vai arrasar!”, diz, muito confiante e sorriso nos lábios. A actriz não tem dúvidas sobre “o que faz da ‘Maria’ uma mulher idolatrada e odiada ao mesmo tempo é o poder de transformar vidas calmas, serenas e tranquilas em verdadeiras drogas, a par com a capacidade de ser altruísta, embora com o dinheiro dos outros.”

Para Helena Laureano, o mais difícil foi a ausência de sentimento maternal de “Maria dos Prazeres”. “Isso fez-me muita confusão porque eu sou o oposto. Contudo, ao longo da história, consegui perceber melhor as suas razões, porque contactei de perto com essa realidade.” Na sua opinião, todas as mulheres têm uma faceta de sedutora e, a personagem, ao contrário do que se pensa, é uma vilã que vai conquistar a simpatia do público, porque, no fundo, tudo o que faz é com o único objectivo de obter dinheiro para a sua instituição de caridade.

Depois de se ter divorciado do actor João Cabral de quem tem uma filha de três anos e meio, Helena Laureano está no auge da carreira e da sua beleza – relembramos que ela foi dama de honor no concurso Miss Portugal. Questionada sobre o seu segredo de beleza, ela brinca: “É da idade!”. Mais a sério, acrescenta que a filha é a grande responsável. “Tenho uma filha, a Beatriz, que é a coisa mais bonita que me podia ter acontecido na vida. Isso muda uma pessoa e, quando se está bonita por fora, é porque se está bem por dentro. Isso transparece no exterior. Por muita base que se ponha no rosto, e muita maquilhagem que se use, a tristeza transparece no olhar. E o olhar é tudo. O olhar da serpente!”, graceja.

Pouco preocupada em manter a linha, Helena é, no entanto, cuidadosa nos seus gestos diários de limpeza e hidratação da pele. “Sou muito desleixada em relação a dietas e a alimentação saudável. Adoro comidas condimentadas e tudo o que é picante. Gosto de boa comida portuguesa, nomeadamente feijoada e cozido à portuguesa. Mas não dispenso os meus cremes”, conclui.

Nos próximos meses, os telespectadores terão oportunidade de acompanhar a trama de “Maria dos Prazeres”, que promete muita intriga e emoção.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!