Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
2

Milhares vibram no aeroporto à espera dos campeões

Portugal venceu a anfitriã França por 1-0.
Lusa 11 de Julho de 2016 às 11:59
Em autêntico clima de euforia, com bandeiras, cachecóis e buzinas, a festa impera no aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa
Em autêntico clima de euforia, com bandeiras, cachecóis e buzinas, a festa impera no aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa FOTO: Paulo Calado

Milhares de pessoas marcaram esta segunda-feira presença no aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, para saudar a seleção portuguesa de futebol, que no domingo venceu o Euro2016, ao vencer a anfitriã França por 1-0, após prolongamento.

Em autêntico clima de euforia, com bandeiras, cachecóis e buzinas, a festa impera no aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, enquanto se espera pela equipa das 'quinas'.

O cântico "Campeões Olé" e o hino nacional, assim como algumas composições aludindo a Rui Patrício e Éder, a par de Cristiano Ronaldo, são audíveis nas imediações do aeroporto.

Os adeptos presentes perfazem um autêntico roteiro por Portugal e restante Europa, como é o caso de Cristiana Vital, residente em Paris, que aproveita as férias para marcar presença Cristiana Vital na primeira fila da espera aos novos campeões europeus.

"Foi muita emoção, vibrámos com eles [jogadores], foi um grande jogo e chorámos mesmo. Esperamos que continuem assim e mostrem que somos grandes. Foi o que aconteceu ontem [no domingo] e calámos a boca a muita gente", sublinhou.

A jovem portuguesa deixou críticas aos adeptos franceses pela forma como menosprezaram a seleção das 'quinas' e mostrou satisfação por Portugal ter derrotado os gauleses na final.

"É um orgulho ser portuguesa e eles precisam mesmo que lhe mostre que estamos orgulhosa deles. A voz ficou no Terreiro do Paço porque gastámos tudo o que tínhamos e não tínhamos. Tenho orgulho de poder calar a boca aos franceses. Fomos muito criticados e senti orgulho em ver os franceses a chorar porque sentiram na pele o que nós sentimos no Euro2016 todo", disse.

Da Alemanha veio mais um emigrante emocionado, que percorreu cerca de 2.500 quilómetros para festejar a conquista dos comandados de Fernando Santos.

"Estou na Alemanha, fiz 2.500 quilómetros para festejar a nossa vitória. Festejei os quartos de final com a Croácia no meio de Paris, festejei em Coimbra o jogo com País de Gales e hoje estou aqui para receber a nossa seleção", referiu.

Já com as lágrimas a correrem-lhe pelo rosto, José Costa explicou que longe do seu país o sofrimento e ansiedade aumentam.

"Aqui podem sofrer, mas lá [na Alemanha] sofremos muito mais. Tenho uma dor muito maior pelo que dizem de nós. Somos pequeninos mas somos muito grandes. Agora é arrasá-los até mais não quando chegarmos à Alemanha. Vamos deitá-los abaixo e não há ninguém que me vá parar agora", reiterou.

Por fim, o emigrante luso elogiou Éder pelo golo marcado na final e que deu a vitória.

"O Eder está lá e fez o seu dever. O único avançado que fez o seu dever. Entrou na final e marcou o golo da nossa vitória", frisou.

Com as cores portuguesas da "cabeça aos pés", Valdemar Baganha viajou de Viana do Castelo e considerou a conquista de Portugal uma "lição" pois "enquanto há jogo há esperança".

"Á vitória é uma lição para os clubes, pois enquanto há jogo há esperança. Tive sempre esperança, viva Portugal e todos os portugueses. O Ronaldo foi herói, foi o salvador de Portugal. Viva Ronaldo e toda a equipa. Os que disseram mal de nós estão a chorar. Viva a nação portuguesa", vincou.

Valdemar Baganha deixou também muitos elogios a todos os portugueses espalhados pelo mundo.

"Já estive presente em 2008 para esperar uma seleção, foi uma grande festa e hoje é três vezes maior. Portugal é o melhor do mundo, o Ronaldo, e todos os portugueses espalhados pelo mundo que derramaram sangue suor e lágrimas", concluiu.

Depois de aterrar no aeroporto da capital portuguesa, que ocorreu às 11:40, a seleção lusa vai viajar em dois autocarros panorâmicos rumo à residência oficial do Presidente da República, em Belém, onde a chegada está prevista para as 13:15.

De seguida, os novos campeões europeus vão dirigir-se ao 'Futebol Park', na Alameda Dom Afonso Henriques, onde, segundo um programa que ainda não estipulava hora para esta ação, os jogadores vão dirigir algumas palavras aos portugueses.

A viagem entre Belém e a Alameda contempla passagens pelas avenidas da Índia, 24 de Julho, Infante Santo, pelo Largo do Rato, pela Praça do Marquês de Pombal, pela Avenida da Liberdade, seguindo depois, pelo Rossio e pela avenida Almirante Reis.

Portugal sagrou-se no domingo campeão da Europa de futebol pela primeira vez na história, ao vencer na final a anfitriã França por 1-0, após prolongamento, com um golo de Éder, aos 109 minutos, no Stade de France, em Saint-Denis.

Humberto Delgado Lisboa França futebol Portugal
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)