Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
2

Cabo Verde: Corpo de Vadú resgatado do mar

O corpo do cantor cabo-verdiano Vadú, de 32 anos, uma das vítimas de um acidente de viação da terça-feira em Santo Antão, foi recuperado do mar ontem de manhã nas imediações da Rocha Grande, em Ponta do Sol.
16 de Janeiro de 2010 às 20:28
Cantor foi vítima de acidente de viação
Cantor foi vítima de acidente de viação FOTO: d.r.

Segundo a agência noticiosa cabo-verdiana Inforpress, o corpo deu à costa num local diferente do ponto do acidente ocorrido há quatro dias, continuando a faltar o do condutor do camião de transporte de mercadorias. 

A Inforpress adianta que o avançado estado de degradação do corpo de Vadú, Osvaldo Furtado de seu verdadeiro nome, impede que seja trasladado  para a Cidade da Praia, de onde era natural, pelo que o funeral, ainda sem data e hora marcadas, será realizado na ilha de Santo Antão.  

Por encontrar está o corpo do condutor, Odair Medina da Cruz, aguardando as autoridades que possa, tal como o de Vadú, dar à costa num  outro local.  

O presidente da Câmara da Ribeira Grande, Orlando Delgado, responsável máximo da Protecção Civil do concelho, indicou que os bombeiros locais vão continuar em alerta em terra e no mar para tentarem avistar o corpo do motorista.  

Cantor e compositor, considerado um dos mais importantes do conceito  de 'Geração Pantera', Vadú era natural da Cidade da Praia, onde nasceu em 1977, e sobrinho de dois 'históricos' da música de Cabo Verde, os irmãos Zeca e Zezé de Nha Reinalda.  

Estreou-se na música em 2002, com o projecto 'Ayan', no qual  contribuiu com três faixas, acompanhado pelos integrantes do grupo sensação de funaná, os Ferro Gaita e gravou dois discos: 'Nha Raiz', em 2005, e 'Dixi Rubera', em 2007.  

Ver comentários