Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Adeptos tentam invadir conferência de Bruno de Carvalho

Sportinguistas queriam exigir a demissão do presidente do clube.
11 de Junho de 2018 às 22:11
Bruno de Carvalho
Bruno de Carvalho FOTO: António Cotrim/Lusa
Vários adeptos tentaram invadir a conferência de imprensa de Bruno de Carvalho esta segunda-feira à noite, no Auditório Artur Agostinho, em Alvalade, para exigirem a demissão do atual presidente do Sporting.

Os gritos dos adeptos começaram a ouvir-se quando Bruno de Carvalho respondia às perguntas dos jornalistas presentes na sala. O presidente do Sporting respondeu a tudo, ignorando os clamores que se ouviam de fora e saiu da sala, depois de o porta-voz Fernando Correia dar por encerrada a conferência de imprensa.

Os adeptos em causa gritaram insultos contra Bruno de Carvalho.

A PSP foi chamada a Alvalade para controlar os adeptos mais exaltados e os jornalistas chegaram a ficar retidos na sala, por falta de condições de segurança para saírem.


Vários jogadores avançam com rescisões
A conferência de imprensa de Bruno de Carvalho foi motivada pelas cartas de rescisão por justa causa de Bas Dost, William Carvalho, Gelson e Bruno Fernandes. Os quatro juntaram-se a Podence e a Rui Patrício e rescindiram os contratos que mantinham com o clube de Alvalade esta segunda-feira.


Bruno de Carvalho admite demissão
Antes dos tumultos que motivaram o fim abrupto da conferência de imprensa, o presidente do Sporting afirmou que se demite "na hora" caso os jogadores recuem nas rescisões. Contudo, Bruno de Carvalho coloca duas condições: que os jogadores escrevam uma carta a garantir que regressam ao clube caso a direção se demita e, em segundo lugar, que estes se comprometam a ficar em Alvalade se Bruno ganhar de novo as eventuais eleições. 

futebol desporto presidente do Sporting Bruno de Carvalho
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)