Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Belenenses segue em frente na Taça de Portugal ao vencer Amora por 4-3

Equipa do Restelo conseguiu vencer a partida, apesar de ter estado a perder por duas bolas a zero.
Lusa 20 de Outubro de 2018 às 18:32
Keita, jogador do Belenenses
Partida entre Belenenses e Amora para a Taça de Portugal
Partida entre Belenenses e Amora para a Taça de Portugal
Partida entre Belenenses e Amora para a Taça de Portugal
Partida entre Belenenses e Amora para a Taça de Portugal
Partida entre Belenenses e Amora para a Taça de Portugal
Keita, jogador do Belenenses
Partida entre Belenenses e Amora para a Taça de Portugal
Partida entre Belenenses e Amora para a Taça de Portugal
Partida entre Belenenses e Amora para a Taça de Portugal
Partida entre Belenenses e Amora para a Taça de Portugal
Partida entre Belenenses e Amora para a Taça de Portugal
Keita, jogador do Belenenses
Partida entre Belenenses e Amora para a Taça de Portugal
Partida entre Belenenses e Amora para a Taça de Portugal
Partida entre Belenenses e Amora para a Taça de Portugal
Partida entre Belenenses e Amora para a Taça de Portugal
Partida entre Belenenses e Amora para a Taça de Portugal
O Belenenses venceu este sábado o Amora por 4-3, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, que foi decidido no prolongamento e em que os 'azuis' estiveram em desvantagem por duas vezes.

O Amora, da série D do Campeonato de Portugal, colocou-se em vantagem logo aos 14 minutos, por Duque, e ampliou aos 24, por Fidalgo.

Na segunda parte, o Belenenses, da I Liga, chegou ao empate com golos de Eduardo (69) e Dramé (72), mas o Amora recolocou-se em vantagem por Diogo Tavares (83). Já para lá dos 90, Licá fez o 3-3 com que terminou o tempo regulamentar e levou o jogo para prolongamento, quando Keita (103) assegurou a presença dos 'azuis' na quarta ronda.

Perante a apatia do Belenenses, o Amora chegou ao 2-0, com os golos de Duque e Fidalgo, em ambos os casos na sequência de lances de bola parada.

O Belenenses surgiu melhor na segunda parte, conquistando uma grande penalidade, mas Keita, na conversão, permitiu a defesa do guarda-redes Marreiros.

Aos 69, nova oportunidade para o Belenenses, com nova grande penalidade, a castigar uma falta de Geraldo, que Eduardo converteu.

Três minutos depois, Dramé, que tinha sido aposta de Silas, empatou a partida, um resultado que durou pouco, uma vez que os anfitriões voltaram à vantagem, agora por Diogo Tavares, também na marcação de um castigo máximo.

Já se fazia a festa na Amora, mas Licá voltou a dar vida ao Belenenses já no tempo de compensação. Desmarcado por Matija, o avançado não perdoou e fez o empate 3-3, levando o jogo para prolongamento.

No tempo extra, já com muitos jogadores a evidenciarem dificuldades físicas, o jogo ficou partido e o Belenenses acabou por superiorizar-se à passagem do minuto 103, num lance de contra-ataque em que o guineense Keita finalizou após cruzamento de Diogo Viana.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)