Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Super dragões intimidam árbitro Jorge Ferreira

O líder do grupo, Fernando Madureira, estava presente.
Igor Gonçalves, Secundino Cunha e Sérgio Pereira Cardoso 23 de Fevereiro de 2016 às 00:54
Lider dos Super Dragões, Fernando Madureira
Lider dos Super Dragões, Fernando Madureira FOTO: Luís Manuel Neves 
Oito elementos da claque Super Dragões, afeta ao FC Porto, entre os quais estava o líder do grupo, Fernando Madureira, deslocaram-se ontem à noite a Fafe, à Taberna da Esquiça, propriedade do pai de Jorge Ferreira, árbitro do Paços de Ferreira-Benfica de sábado, jogo que os encarnados venceram por 3-1.

Os adeptos portistas pediram para falar com Jorge Ferreira, apelidando-o de ‘gatuno’,em alusão ao polémico penálti assinalado sobre Jonas, que permitiu ao Benfica fazer o 2-1 perto do intervalo e que foi muito criticado nas redes sociais ligadas ao FC Porto e à claque dos dragões. Jorge Ferreira não estava no local naquela altura e o grupo de adeptos pediu então para jantar. Como tal lhes foi negado, pediram o livro de reclamações. A GNR de Fafe foi chamada e o funcionário do estabelecimento apresentou queixa contra o grupo de adeptos, afirmando que estes consumiram vários produtos que não pagaram.

Ao CM, Armindo Ferreira, pai de Jorge Ferreira, afirmou que o árbitro encara esta situação como uma forma de intimidação e de ameaça.
Jorge Ferreira FC Porto super dragões futebol árbitro Armindo Ferreira Madureira
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)