Homem proibido de ter animais de estimação após abusar sexualmente de dois cães

Robert Gwynn, de Wales, Reino Unido, também foi condenado a uma pena suspensa de três meses.
24.05.18

Robert Gwynn, de 60 anos e residente em Wales, no Reino Unido, foi proibido de ter animais domésticos durante 10 anos e condenado a uma pena suspensa de três meses após ter confessado no tribunal de Newport que abusou sexualmente dos seus dois cães, de raça Terrier.

Izzi Hignell, da Royal Society for the Prevention of Cruelty to Animals, uma associação na Inglaterra que promove o bem-estar dos animais, contou ao jornal Mirror que os animais foram submetidos a análises e tratamentos, dado que ambos ficaram com lesões.

"Este foi um caso repugnante e horrível e obter provas em casos desta natureza pode ser extremamente difícil. Este foi um caso claro e deliberado de abuso sexual. Felizmente os cães já se encontram protegidos e vão permanecer na nossa instituição", declarou ainda Izzi.

Robert não poderá voltar a ter contacto com os dois cães.

pub

pub