Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Putin condena ataques "selvagens" a Bruxelas

Presidente da Rússia pede cooperação internacional.
22 de Março de 2016 às 11:43
FOTO: Reuters
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, classificou hoje como "selvagens" as explosões que mataram pelo menos 21 pessoas em Bruxelas e pediu ao reforço da cooperação internacional para fazer frente ao terrorismo internacional.

"O presidente condenou estes crimes salvagens, expressou as suas condolências ao povo belga, ao rei dos belgas Filipe, e mostrou a sua mais absoluta solidariedade com os belgas nestas horas difíceis", disse aos jornalistas o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

Num comunicado difundido pelo Kremlin, Putin afirmou que os atentados "não têm qualquer justificação e demonstram pela enésima vez que o terrorismo não conhece fronteiras e ameaça os povos de todo o mundo".

"A luta contra este mal exige a mais estreita cooperação internacional", sublinhou.

O presidente russo mostrou-se ainda seguro de que os responsáveis por estas explosões serão castigados.

Pelo menos 21 pessoas morreram hoje nas explosões em Bruxelas, de acordo com um balanço provisório dos bombeiros locais à agência noticiosa France Presse (AFP).

No aeroporto de Zaventem foram contados 11 mortos e na estação de metro de Maelbeel um dezena, disse a mesma fonte.

"A maioria dos feridos já foi retirada dos locais, mas a situação é ainda muito caótica", referiu.

As explosões surgem dias após a detenção em Bruxelas, na sexta-feira, de Salah Abdeslam, o principal suspeito dos atentados terroristas de novembro em Paris, que fizeram 130 mortos.
Ver comentários