Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Aliados e apoiantes de Navalny detidos

Porta-voz do crítico de Putin e uma das suas advogadas entre detidos.
Francisco J. Gonçalves 23 de Janeiro de 2021 às 10:29
FOTO: EPA/SERGEI ILNITSKY
A polícia russa prendeu esta sexta-feira a porta-voz de Alexei Navalny e outros aliados próximos do mais mediático crítico do regime do presidente Vladimir Putin. As detenções acontecem na véspera de uma grande manifestação da oposição, marcada para hoje em Moscovo.

Um tribunal da capital russa condenou Kira Yarmysh, a porta-voz, a nove dias de cadeia, o que a impede de comparecer no protesto. Outra detida foi Lyubov Sobol, advogada de Navalny, que seria libertada pouco depois, alegadamente por ser mãe de um filho menor.

Foram ainda detidos outros apoiantes de Navalny em Vlodivostok, Novosibirsk e Krasnodar, medida que a oposição considera uma intimidação para travar os protestos agendados para várias cidades russas neste sábado. A polícia alerta que quaisquer marchas não autorizadas ou provocações “serão de imediato suprimidas”.

A vaga de protesto contra Putin está a crescer depois de cerca de 55 milhões de pessoas terem visto um vídeo publicado por Navalny no qual mostra o luxuoso palácio do presidente no Mar Negro. O Kremlin nega que a propriedade pertença a Putin.

Recorde-se que Navalny foi detido no domingo passado quando regressava da Alemanha, onde foi tratado a um envenenamento pelo qual culpa o Kremlin.
Ver comentários