Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Atirador mata oito pessoas em casas de massagens nos EUA

Seis das vítimas mortais eram mulheres de origem asiática e a polícia ainda não descartou uma possível motivação racista.
Ricardo Ramos 18 de Março de 2021 às 08:37
Ataques ocorreram em casas de massagens
Atirador tem 21 anos
Ataques ocorreram em casas de massagens
Atirador tem 21 anos
Ataques ocorreram em casas de massagens
Atirador tem 21 anos

Um homem armado matou oito pessoas a tiro em casas de massagens na área de Atlanta, EUA, na madrugada desta quarta-feira. Seis das vítimas são mulheres de origem asiática e a polícia não descarta uma possível motivação racista, apesar de o atirador, já detido, ter confessado que agiu por ser "viciado em sexo" e querer " acabar com a tentação".

Os ataques ocorreram no espaço de pouco mais de uma hora em três locais distintos, todos identificados como SPAs asiáticos ou casas de massagens.

No primeiro local, o atirador alvejou cinco pessoas, duas das quais tiveram morte imediata e outras duas morreram já no hospital. Cerca de uma hora depois, as autoridades foram chamadas a outro estabelecimento na zona nordeste de Atlanta, tendo encontrado mais duas vítimas mortais. Enquanto investigavam este tiroteio, os agentes foram chamados a outra casa de massagens na mesma rua, onde descobriram mais uma mulher morta.

O suspeito, identificado como Robert Aaron Long, de 21 anos, foi detido sem oferecer resistência a mais de 200 quilómetros de Atlanta.

"Ele disse que é viciado em sexo e que considera estes locais como uma tentação que queria eliminar", disse o comandante da polícia local, adiantando que, apesar da confissão, as autoridades não descartam uma possível motivação racial.

EUA Atlanta crime lei e justiça polícia questões sociais atiradores casas massagens
Ver comentários