Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Cadela morre após ser violada por grupo de homens e esfaqueada 30 vezes

Animal foi maltratado com extrema violência por resistir a ataque. Estaria a proteger os seus cachorros.
Correio da Manhã 6 de Novembro de 2020 às 18:21
Animal foi encontrado em agonia na rua
Animal foi encontrado em agonia na rua FOTO: Direitos Reservados

Uma cadela morreu em Bogotá, na Colômbia, após ter sido violada por um grupo de homens, agredida com extrema violência e esfaqueada 30 vezes. O caso está a gerar revolta em todo o mundo após ter sido divulgado por uma associação de defesa dos animais local, que tentou salvar o animal.

A cadela foi encontrada a sangrar, profundamente debilitada, mas ainda com vida. Nesse, dia, 1 de novembro, os voluntários da associação, entre os quais um veterinário, gravaram um vídeo onde se vê o animal a mover-se com grande dificuldade. Enrolaram-no num saco e levaram-no ao veterinário.

Liliana Guerrero, veterinária que tentou tratar a cadela, contou que o animal "tinha vários ferimentos de faca e sinais de abusos sexuais". "Porque ela resistiu, eles mataram-na. Destruíram os genitais dela, esfaquearam-na trinta vezes e causaram outras lesões superficiais. Ela estava em agonia", revela a veterinária.

A voluntária explica ainda que o animal terá reagido para evitar o ataque porque tinha tido cachorros há pouco tempo, que estaria a proteger.

Até ao momento, as autoridades locais ainda não abriram investigação ao caso.

Ver comentários