Cunhado do rei de Espanha mais perto da prisão

Supremo reduziu a pena de Iñaki Urdangarin, mas confirmou condenação anterior.
Por Ricardo Ramos|13.06.18
  • partilhe
  • 1
  • +
O Supremo Tribunal espanhol reduziu esta terça-feira a pena de Iñaki Urdangarin em cinco meses mas, confirmou a sua condenação anterior por fraude e desvio de fundos no ‘Caso Nóos’, deixando o cunhado do rei de Espanha mais perto da prisão.

Urdangarin, que é casado com a infanta Cristina, viu o Supremo reduzir-lhe a pena para cinco anos e 10 meses de cadeia, em vez dos seis anos e três meses a que tinha sido condenado em primeira instância pelo tribunal de Palma de Maiorca, em fevereiro de 2017.

O Supremo considerou provados os crimes de desvio de fundos, prevaricação, fraude administrativa, evasão fiscal e tráfico de influências mas, ilibou-o do crime de falsificação documental por falta de provas.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!