Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Dennis Rodman declara-se "amigo" da Coreia do Norte

O ex-basquetebolista norte-americano Dennis Rodman declarou-se nesta sexta-feira "amigo" do líder norte-coreano e do povo do país comunista, após acompanhar Kim Jong-Un a um jogo de basquetebol em Pyongyang.
1 de Março de 2013 às 14:01
Kim Jong Un, conhecido como um grande fã de basquetebol e dos Bulls, assistiu com Rodman a um jogo entre doze jogadores norte-coreanos e quatro jogadores dos Harlem Globetrotters
Kim Jong Un, conhecido como um grande fã de basquetebol e dos Bulls, assistiu com Rodman a um jogo entre doze jogadores norte-coreanos e quatro jogadores dos Harlem Globetrotters FOTO: Reuters

Segundo informação da agência noticiosa chinesa Xinhua, o veterano do basquetebol norte-americano qualificou como "lamentável" o atual estado das relações entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte, que não têm contactos diplomáticos.

"Pessoalmente, sou um amigo do marechal Kim Jong-Un e do povo da Coreia do Norte", afirmou Rodman, de 51 anos, cinco vezes campeão da NBA pelos Chicago Bulls.

Kim Jong Un, conhecido como um grande fã de basquetebol e dos Bulls, assistiu com Rodman a um jogo entre doze jogadores norte-coreanos e quatro jogadores dos Harlem Globetrotters, divididos em equipas de oito.

Iniciada na terça-feira, a visita de Rodman e de treinadores e jogadores dos Globetrotters foi apresentada como um gesto de "diplomacia do basket" e surge duas semanas depois de um novo ensaio nuclear norte-coreano, condenado unanimemente pelos países ocidentais.

Na presença de estudantes, cidadãos de Pyongyang e diplomatas estrangeiros, a partida terminou com um empate a 110 pontos, segundo a Xinhua.

Na capital norte-coreana, Rodman tem estado a divulgar informação de forma constante através da sua conta na rede social Twitter.

Segundo a agência de notícias oficial da Coreia do Norte KCNA, Rodman e a sua delegação visitaram o mausoléu onde estão os restos mortais do pai do líder coreano, Kim Jong-Il, e do seu avô, Kim Il-Sung, onde prestaram "profunda homenagem".

Em janeiro, a Coreia do Norte recebeu dois outros conhecidos norte-americanos: o antigo governador do Novo México, Bill Richardson, e o presidente da Google, Eric Schmidt, que apelou ao país para se abrir à internet.

coreia do norte dennis rodman twitter kim jong un basquetebol
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)