Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Líder iraniano diz que nunca irá negociar com os Estados Unidos e tensão aumenta entre ambos os países

EUA culpam o Irão pelos ataques com drones a duas das maiores refinarias da Arábia Saudita.
Correio da Manhã 17 de Setembro de 2019 às 07:33
Ali Khamenei
Ali Khamenei
Líder Supremo iraniano, Ayatollah Ali Khamenei, aguarda proposta europeia
Donald Trump
Donald Trump
Donald Trump
Ali Khamenei
Ali Khamenei
Líder Supremo iraniano, Ayatollah Ali Khamenei, aguarda proposta europeia
Donald Trump
Donald Trump
Donald Trump
Ali Khamenei
Ali Khamenei
Líder Supremo iraniano, Ayatollah Ali Khamenei, aguarda proposta europeia
Donald Trump
Donald Trump
Donald Trump
A tensão entre o Irão e os Estados Unidos tem vindo a escalar de dia para dia. Após o ataque, no passado sábado, com drones a duas das maiores refinarias da Arábia Saudita os dois países têm aumentado a troca de acusações. 

O líder supremo do Irão, Ayatollah Seyed Ali Khamenei, alegou nas últimas horas de que nunca iriam haver negociações com o país governado por Donald Trump acrescentando que a política de "pressão máxima" levada a cabo pelos EUA está destinada ao fracasso. 

O Estados Unidos culpam o Irão pelos ataques às petrolíferas sauditas. Afirmação que os iranianos negam veemente as acusações. 

Apesar das acusações, Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, garante não querer entrar em guerra. Os ataques deste sábado estão a aumentar o receio de um conflito no Médio Oriente.
 
Os ataques às instalações da Aramco desencadearam uma escalada dos preços do petróleo que estão a afetar o mercado. Desde o início da Guerra do Golfo, em 1991, que os preços do petróleo não estavam tão elevados.
Estados Unidos Arábia Saudita Irão política distúrbios guerras e conflitos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)