Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Melania Trump desculpa marido por declarações machistas

A ex-modelo culpa o apresentador Billy Bush e Hillary Clinton pela polémica e pelas acusações de assédio.
18 de Outubro de 2016 às 09:59
Melania Trump
Melania casou-se com Donald Trump em 2005
Melania e o filho em 2007
Melania casou-se com Donald Trump em 2005
Melania casou-se com Donald Trump em 2005
Melania casou-se com Donald Trump em 2005
Melania casou-se com Donald Trump em 2005
Melania casou-se com Donald Trump em 2005
Melania casou-se com Donald Trump em 2005
Melania casou-se com Donald Trump em 2005
Melania casou-se com Donald Trump em 2005
Melania Trump
Melania casou-se com Donald Trump em 2005
Melania e o filho em 2007
Melania casou-se com Donald Trump em 2005
Melania casou-se com Donald Trump em 2005
Melania casou-se com Donald Trump em 2005
Melania casou-se com Donald Trump em 2005
Melania casou-se com Donald Trump em 2005
Melania casou-se com Donald Trump em 2005
Melania casou-se com Donald Trump em 2005
Melania casou-se com Donald Trump em 2005
Melania Trump
Melania casou-se com Donald Trump em 2005
Melania e o filho em 2007
Melania casou-se com Donald Trump em 2005
Melania casou-se com Donald Trump em 2005
Melania casou-se com Donald Trump em 2005
Melania casou-se com Donald Trump em 2005
Melania casou-se com Donald Trump em 2005
Melania casou-se com Donald Trump em 2005
Melania casou-se com Donald Trump em 2005
Melania casou-se com Donald Trump em 2005

Melania Trump deu, esta segunda-feira, a sua primeira entrevista depois da divulgação do vídeo onde o marido, Donald Trump, utiliza termos vulgares e machistas para falar das mulheres.

Ao jornalista Anderson Cooper, da CNN, a ex-modelo disse que perdoou o marido e atribuiu ao apresentador Billy Bush a culpa pela polémica gravação.

"Eu disse ao meu marido que a linguagem utilizada por ele naquele vídeo era inapropriada. Não é aceitável. Fiquei surpreendida porque aquele não é o homem que eu conheço", disse repetindo o que já tinha dito no comunicado, feito por ela, alguns dias após a divulgação da gravação reforçando que perdoou o marido.

"Ele [Donald Trump] foi induzido numa conversa de miúdos pelo apresentador para dizer coisas sujas e más", afirma.

Quanto às acusações de assédio apresentadas por várias mulheres, Melania disse que acredita na inocência de Trump e questionou a credibilidade das alegadas vítimas.

"Isto foi tudo organizado pela oposição. Já tentaram investigar o passado destas mulheres? Elas nem têm factos", afirmou garantindo que os responsáveis por estas acusações são a comunicação social e Hillary Clinton.

No final da entrevista, a mulher do candidato republicano garantiu ser "muito forte" e que as pessoas não a conhecem.

"As pessoas referem-se a mim como a ‘oh pobre Melania’. Não sintam pena de mim. Eu consigo lidar com tudo", afirmou reforçando que é ela quem decide o que fazer e quando fazer como por exemplo dar entrevistas.

Melania Trump Donald Trump ex-modelo mulher entrevista Clinton
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)