Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Moradores alarmados com água malcheirosa no Rio de Janeiro

Autoridades garantem que não há risco para a saúde.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 17 de Janeiro de 2020 às 08:39
Muitos supermercados já esgotaram stocks de água engarrafada
Torneira
Torneira
Muitos supermercados já esgotaram stocks de água engarrafada
Torneira
Torneira
Muitos supermercados já esgotaram stocks de água engarrafada
Torneira
Torneira
Milhares de habitantes do Rio de Janeiro estão assustados com a água que há duas semanas sai das torneiras das suas casas, turva, malcheirosa e com sabor insuportável. A menos de um mês do Carnaval, que atrai milhões de turistas à cidade, a situação continua a alastrar-se, mas as autoridades já prometeram que a qualidade da água será normalizada em breve.

Até esta quinta-feira, a grave situação afetava 62 bairros da capital carioca e seis cidades limítrofes abastecidas pela água do Rio Guandu, em Nova Iguaçu. A água sai turva, com um forte odor a terra e sabor a barro, e apesar de a Companhia Estadual de Águas e Esgoto (CEDAE), responsável pelo abastecimento, garantir que não constitui risco para a saúde, muitas pessoas que a beberam sentiram-se mal, queixando-se de vómitos e diarreia.

O presidente da CEDAE, Hélio Cabral, já pediu desculpa pelos "transtornos" e avançou que a companhia ia reforçar a purificação da água com carvão aditivado e que a situação seria normalizada nos próximos dias.

Ele explicou que o problema foi provocado por uma substância chamada geosmina, produzida por algas que se desenvolveram na estação de tratamento de Guandu por causa das temperaturas elevadas e da grande quantidade de esgotos que o rio recebe.
Rio de Janeiro ambiente água acidentes e desastres Brasil
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)