Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Padre expulso de Miami por abusos sexuais ataca dezenas de menores em Espanha

Bispado de Salamanca ignorou avisos da arquidiocese dos Estados Unidos.
Francisco J. Gonçalves 10 de Novembro de 2018 às 06:00
Padre abusou de dezenas de crianças
Padre abusou de dezenas de crianças FOTO: Luís Vieira/Record
O bispado de Salamanca terá ignorado um aviso da arquidiocese de Miami sobre o padre Francisco Carreras. Expulso em 1981 da paróquia em que estava colocado nos EUA, após queixas de abusos sexuais sobre menores, foi para Espanha, onde repetiu os abusos uma e outra vez.

A denúncia surgiu esta sexta-feira no jornal ‘El País’, que falou com três vítimas do padre.

"Forçava-nos a mantermos relações entre nós e com ele", conta uma das vítimas, relatando sessões de sexo em grupo nas quais o único participante com mais de 11 anos era o padre: "Tenho a imagem gravada na memória de oito ou dez meninos, com ele no meio. Todos nus, todos a masturbarmo-nos."

Apesar dos alertas de Miami, nos quais Carreras era descrito como "um predador sexual", o bispado de Salamanca colocou o padre em sucessivas paróquias de província, onde, entre 1981 e 2004, deixou um rasto de agressões sexuais. Confrontado em 2011 com os casos de Miami, o bispado defendeu o padre.

Os abusos tiveram como alvo um número de vítimas por determinar, nas paróquias rurais de Sequeros, Ahigal de Villarino, Robledo Hermoso e Sanchón de la Ribera. Até que, em 2004, Carreras desapareceu.

Foi nomeado capelão do convento das Bernardas, nos arredores de Salamanca, e em 2011 foi colocado no santuário de Valdejimena, localizado num sítio ermo. O bispado recusou comentar as novas denúncias.
Salamanca EUA Francisco Carreras Miami Espanha Valdejimena El País padre Sequeros
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)