Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Passageiro expulso de voo da United Airlines era "indisciplinado"

Presidente da companhia aérea diz que funcionários agiram conforme as normas.
11 de Abril de 2017 às 17:37
Passageiro arrastado violentamente para fora de avião
Passageiro arrastado violentamente para fora de avião
Passageiro arrastado violentamente para fora de avião
Passageiro arrastado violentamente para fora de avião
Passageiro arrastado violentamente para fora de avião
Passageiro arrastado violentamente para fora de avião
Passageiro arrastado violentamente para fora de avião
Passageiro arrastado violentamente para fora de avião
Passageiro arrastado violentamente para fora de avião

Os vídeos que mostram um passageiro a ser retirado com violência de um voo da United Airlines depois da companhia aérea ter vendido lugares a mais continua a dar que falar.

Depois do presidente da United Airlines, Oscar Munoz, ter emitido um comunicado a pedir desculpa aos passageiros por terem de mudar de lugar, soube-se agora que o mesmo enviou uma carta aos trabalhadores da companhia aérea a dar-lhes razão.

No comunicado, Oscar Munoz diz que "este incidente é perturbador para todos nós" pedindo mesmo desculpa por ter de reacomodar os passageiros. No mesmo documento, o presidente-executivo da companhia garante que a United Airlines está a trabalhar conjuntamente com as autoridades para perceberem o que aconteceu, no passado domingo, no voo 3411 que iria descolar de Chicago, rumo a Louisville, nos EUA.

Contudo, numa outra nota, enviada aos trabalhadores da companhia e divulgada pela Associated Press, o mesmo executivo disse que o incidente aconteceu depois de um dos passageiros "se recusar a abandonar o avião", obrigando a companhia a chamar a polícia.

"Os nossos trabalhadores seguiram os procedimentos estabelecidos", garante adiantando que "apesar de lamentar esta situação, permaneço do vosso lado e quero recomendar-vos que continuem a fazer de tudo para assegurar que voamos de forma segura".

Na nota, lê-se ainda que o passageiro recusou-se a colaborar, "levantou a voz" e foi "indisciplinado e beligerante" justificando assim as atitudes tomadas pelos funcionários da empresa.

A United Airlines está a ser fortemente criticada depois de vários vídeos, divulgados das redes sociais, mostrarem a violência com que retiraram este passageiro do voo. As marcas de violência são evidentes no rosto do homem que parece mesmo estar a sangrar.

Tudo aconteceu depois da companhia aérea ter obrigado quatro passageiros a saírem do voo por terem vendido bilhetes a mais.


Passageiro United Airlines expulsão violência EUA
Ver comentários