Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Portugal recebe 1701 imigrantes

Sistema de quotas obrigatórias está a causar polémica na UE.
Ricardo Ramos 28 de Maio de 2015 às 19:32
UE quer distribuir milhares de imigrantes pelos Estados-membros
UE quer distribuir milhares de imigrantes pelos Estados-membros FOTO: Jason Florio/Reuters
Portugal vai receber nos próximos dois anos 1701 refugiados sírios e eritreus ao abrigo do sistema de quotas sugerido pela Comissão Europeia, segundo a proposta ontem apresentada em Bruxelas. A estes irão ainda somar-se outros 704 requerentes de asilo, estes recebidos voluntariamente pelos Estados-membros ao abrigo do mecanismo de acolhimento de vítimas de conflitos fora da UE, perfazendo um total de 2405 pessoas.

A proposta da Comissão Europeia, que deverá ainda ser aprovada pelos líderes dos 28, prevê a distribuição pelos Estados-membros, nos próximos dois anos, de 40 mil imigrantes ilegais provenientes da Síria e da Eritreia chegados à Itália ou à Grécia desde 15 de abril. Este mecanismo de resposta urgente pretende aliviar o fardo daqueles dois países europeus, que são os principais pontos de entrada de ilegais no território da União Europeia.

A medida visa apenas pessoas "claramente necessitadas de proteção internacional" e cada país de acolhimento receberá seis mil euros por refugiado. Dinamarca, Reino Unido e Irlanda estão isentos de participar, devido a cláusulas específicas nos tratados europeus, mas os restantes ficam incluídos no polémico sistema de quotas. A Alemanha é o país que vai receber mais imigrantes (8763), seguindo-se França (6752) e Espanha (4288).
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)