Terrorista que matou 50 pessoas faz gesto de supremacia branca em tribunal

Brenton Tarrant, de 28 anos, atacou duas mesquitas na Nova Zelândia. Foi acusado de homicídio.
16.03.19
Brenton Tarrant, o terrorista que matou 50 pessoas em ataques a duas mesquitas na Nova Zelândia, foi este sábado presente a tribunal em Christchurch.

O supremacista surgiu algemado e a vestir um uniforme branco da prisão. Foi acusado de homicídio e voltará a sentar-se no banco dos réus a 5 de abril, data em que as autoridades revelam que deverá será indiciado por mais crimes, avança a Reuters. O supremacista terá sorrido durante a leitura da sentença.

Os passos do terrorista antes de abrir fogo na mesquita da Nova Zelândia
No tribunal, fez um 'ok' invertido, um símbolo relacionado com grupos defensores da supremacia branca de todo o Mundo, captado em imagens de agências tiradas na audiência. O juiz pediu que as fotografias fossem reveladas com a cara do terrorista desfocada.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!